O Problema da Pesquisa Científica/filosófica no Brasil

Filosofia Problemas
O Problema da Pesquisa Científica/filosófica no Brasil
Cídio Lopes de Almeida
em 21 de Outubro de 2014

 

 

Quando se organiza os sistemas de pesquisa, com verbas públicas inclusive, para áreas de produção teórica temos o seguinte problema. As pesquisas ficam condicionada ao pesquisador que opcupa o lugar na Academia. Todos temos que nos adequar ou procurar nos inteirar dos temas que aquele professor x estará orientando ao longo de sua vida. Com isso forma os problemas que todos nós conhecemos muito bem nas pós-graduação. 

Isso não é um problema só Brasil, mas daqueles países que importaram esse modelo que "escolarizou" mestrados e doutorados. Com direito à prova escrita para doutorandos, sobre a "matéria" do professor y. Confundindo por completo, sob o discurso de que os alunos de hoje são terríveis, o que é pesquisa e o que é ensino. 

Subjar algo mais complexo sob esse sistema nos ultimos 40 anos tomou contornos de natural e de que sempre foi assim. Até mesmo universidade em França, Alemha, entre outras, tomaram esse rumo da esolarização. Com excessão de poucas, lembro-me de algumas em Itália, Comunidade Hevética, Espanha e Coimbra em algumas áreas de pesquisa(entre elas Filosofia), que ainda mantém a ideia de pesquisa no sentido que veio até os anos 60. Isto é, o indivíduo é responsável em montar seu percurso e apresentar a uma banca que irá fazer a avaliação segundo o critério do próprio trabalho apresentado. 

No contexto deos empregados das univesidades e das bolsas de pesquisa, seja a nossa famigerada CAPES ou o CNRS francês, o pesquisador acaba por encapar um lugar na porta das pesquisas e só autoriza passar quem fizer algo que vá engrandecer a carreira dele ou contar aqueles pontos na carreira. No "Face-lattes". 

A pesquisa tem que estar dissoaciada dessas instituições. Pode-se até manter os pesquisadores do Estado, mas é preciso criar outras vias, pois só assim se estará aberto a produção de coisas novas e não sempre mais do mesmo. 

O tema é longo, pois vão dizer que os pesquisadores garatem qualidade. O que é verdade; que algumas pesquisas das areas experimentais não seria possíveis dados os altos custos, também verdade. A questão, sobretudo em campos tóricos, onde os custos é apenas a vida o pesquisador, deve-se conseber outros modos de produzir pesquisa de excelencia. Devemos lembrar que todos os pesquisadores das matemáticas, física, química e filosofia dos séculos XV ao XVIII não contavam com bolsas de pesquisa. Que os inventos teóricos dessa épco está na base de toda a pirotécnia de nossos dias. Quem foi Boole? 

 

 

 

 

 

 

São Paulo / SP

2 avaliações
Graduação: Teologia (Faculdade Vicentina )
Mestre em Filosofia, com destacada carreira na área educacional, atuando como Professor das áreas de Filosofia e Ensino Religioso para a Educação Básica e Ensino Superior. Na Educação Básica, desenvolve aulas expositivas, utilizando recursos visuais que facilitem a assimilação do conteúdo, como: desenhos, esquemas, características, arquitetura e cores que remetem ao momento histórico estudado, traçando linhas cronológicas a fim de auxiliar a organização das ideias explanadas. Estimula a parti ...
Filosofia - Filosofia Ensino Superior, Cultura Religiosa (Judaico-Cristã), Teologia Católica, Catecismo
Oferece aulas online (sala profes)
R$ 75 / aula
Conversar
1ª aula gratuita
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Listas de exercícios, Documentos, Revisões de textos, Trabalhos?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil