A Vila de Paranapiacaba
Vinícius M.
em 25 de Fevereiro de 2021

Um marco do patrimônio histórico de São Paulo, e incrustada no topo da Serra do Mar, a Vila de Paranapiacaba foi formada na segunda metade do século XIX, sua ocupação ocorre em decorrência do empreendimento que deu origem a via férrea (hoje, esta linha conecta o ABC à estação do Brás), que tinha como função impulsionar as exportações do café, produzido no noroeste do interior de São Paulo, embarcando na estação de Jundiaí, atravessando a capital paulista e descendo até o porto de Santos, onde era exportado por navios, para os Estados Unidos e Europa.

O empreendimento foi realizado por capitais nacionais, do Barão de Mauá, e ingleses, dando origem a São Paulo Railway, que obteve concessão de 90 anos para explorar o benefício do empreendimento neste período.

No ano de 1946 a concessão é encerrada, e passa ser administrada por uma nova empresa de capital nacional. Dez anos depois, a ferrovia é incorporada à Rede Ferroviária Federal.

A Vila de Paranapiacaba foi adquirida pela Prefeitura de Santo André em 2002, e hoje é aproveitada economicamente como um ponto turístico, sediando diversos festivais culturais, sendo um pólo de ecoturismo, turismo em torno do patrimônio histórico e museus, além do setor da gastronomia, representado por bares, lanchonetes, restaurantes, cafeterias, cachaçarias, e um mercado em formato de feira. A aquisição da Vila pelo município de Santo André permitiu ampliar a regularização das atividades, e melhorar os projetos de preservação ambiental e patrimonial. O poder público atuou como articulador de projetos de readequação urbana da Vila, se aliando a iniciativa privada para reformas que favorecessem o aumento do fluxo de pessoas.(1) Porém, essas iniciativas tiveram um foco pontual na promoção do Festival de Inverno, que ocorre anualmente e reúne milhares de turistas.

A presença de um número grande de turistas de uma só vez trouxe problemas de poluição ambiental, sobretudo com o descarte inadequado de lixo, dentro da vila e nas trilhas e cachoeiras da região. Não podemos deixar de destacar que houve a tentativa de construir um centro logístico de integração dos modais rodoviários e ferroviário, chamado popularmente de porto seco. O empreendimento foi barrado por pressão da sociedade civil, pois iria inaugurar um fluxo intenso de caminhões na região, com o prejuízo ambiental irreparável de um desmatamento de uma área de 468 hectares.2

1PINHO, 2007

2https://diariorp.com.br/2019/10/28/construcao-de-porto-seco-preve-o-desmatamento-de-468-hectares-na-regiao/

Santo André / SP
Graduação: Geografia (USP (Universidade de São Paulo))
Geografia - Geopolítica Geografia - Sistema Solar Geografia - Geografia Agrária Geografia do Brasil Geografia - Agroecologia Geografia Econômica Geografia - Cartografia
Vamos descomplicar a geografia? Sou formado pela usp, atendo por sistema ead e presencial.
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 50 / aula
Conversar Whatsapp do professor Vinícius M. Whatsapp do professor Vinícius M. Ver WhatsApp
1ª aula demonstrativa
Responde em 4 h e 30 min
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Listas de exercícios, Documentos, Revisões de textos, Trabalhos?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

+ ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil