Descomplicando a língua portuguesa
Larissa L.
em 29 de Janeiro de 2020

 A língua portuguesa é um "bicho de sete cabeças" para muita gente. Muitos são aqueles que chegam até nós, professores, dizendo: eu não sei português! Mas digo a você, caro leitor, que essa afirmação não está correta. E, por isso, você vai compreender que o estudo da língua portuguesa é muito mais simples do que imagina!

 

 Em primeiro lugar, todos nós, falantes da língua portuguesa, sabemos o português. A comum afirmação de que você não sabe a língua é uma herança do ensino escolar tradicional. Há menos de quatro décadas, os estudiosos da língua portuguesa começaram a perceber que os alunos tinham dificuldades em seu aprendizado não por algum problema cognitivo, mas sim porque a metodologia usada, até então, estava incorreta. A partir disso, a pesquisa na área passou a desenvolver outras metodologias para ensinar a língua portuguesa. E, entre essas novas abordagens, todas elas têm uma perspectiva em comum: saber a língua portuguesa significa saber se comunicar. 

 

 Certamente que há formas variadas de comunicação. Não nos comunicamos da mesma forma numa mesa de bar com os amigos e em uma reunião de trabalho. Por isso, o estudo da língua precede a compreensão dessas variedades. E o aluno que realmente domina a lingua portuguesa é aquele que sabe como usar as diferentes linguagens, em situações distintas. 

 

 Em segundo lugar, o estudo da língua não deve ser trabalhado de forma descontextualizada. Antigamente, o estudo dos verbos, por exemplo, era construído através da memória, decorando as muitas tabelas de conjugações. E, para muita gente, isso era um verdadeiro martírio! Hoje, diferentemente, o estudo gramatical, o textual e o literário são pensados de forma integrada, oferecendo ao aluno não a regra, mas sim que ele compreenda, através de contexto situados da língua, como a regra foi construída. Nesse sentido, os verbos são melhores compreendidos quando oferecemos ao aluno uma música, um vídeo, a observação de uma conversa etc. 

 

 E, em terceiro lugar, precisamos descobrir as nossas próprias habilidades, para assim aprendermos uma língua. Todos nós temos habilidades específicas em determinada área. Assim, no estudo da língua portuguesa, a facilidade que o aluno tem pela literatura pode auxilia-lo no estudo gramatical, por exemplo. Por isso, quando sabemos quais são as nossas melhores habilidades, mais o professor pode nos auxiliar no sucesso da aprendizagem.

 

 Portanto, a língua portuguesa não é um "bicho de sete cabeças"! Pelo contrário, o seu estudo pode oferecer, inclusive, muita satisfação e alegrias a você!

5,0 (7)
99 horas ministradas
São Paulo / SP
Doutorado: Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa (Universidade de São Paulo (USP))
Sintaxe Português - Aulas Particulares Português Online Português - Revisão de teses Português - Aula de reforço Língua Portuguesa Português - Preposições
Professora e revisora textual. Doutora em Letras pela USP; Mestre em Literatura pela UFSCar; Graduada em Letras pela Unicamp.
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 90 / aula
Conversar Whatsapp do professor Larissa L. Whatsapp do professor Larissa L. Ver WhatsApp
Responde em 56 min
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Listas de exercícios, Documentos, Revisões de textos, Trabalhos?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil