Sujeto y persona (Sujeito e pessoa)
Daniel Kovac
em 26 de Fevereiro de 2015

Sem dúvidas saber pedir socorro, água ou comida, sempre foram – e ainda são – questões fundamentais, de sobrevivência. Mas, nas condições usuais do convívio cotidiano em nossa civilização contemporânea, hiper-urbanizada, agitada, mutante e anônima, acredito que uma de nossas primeiras necessidades é a de identificarmos como pessoas. 

Por exemplo:

 

¡Hola! Yo me llamo Daniel = Olá! Eu me chamo Daniel

 

Mas não só preciso me identificar, eu de fronte para os outros...

Também preciso identificar aos outros de fronte para mim...

 

¿Tú como te llamas? = Você como se chama (Tu como te chamas)?

 

...pergunto eu a um de vocês.

E cada um de vocês, ao seu momento, responde:

 

Yo me llamo Juan = Eu me chamo João

Yo me llamo María = Eu me chamo Maria

 

Eu os identificaria assim:

 

Tú te llamas María = Você se chama Maria (Tu te chamas Maria)

Tú te llamas Juan = Você se chama João (Tu te chamas João)

 

Ou acaso vocês me apresentariam ao seu colega, com esta expressão:


Él se llama Juan = Ele se chama João

Ella se llama María = Ela se chama Maria

 

Até aqui, ainda com essa complicação das diferencias hierárquicas de uso do “você” e do “usted”, que é formal no castelhano, a coisa funciona igualzinho que nos padrões do espanhol.

 

Yo, igual que o Eu da língua portuguesa, identifica ao sujeito que fala, ao produtor ou emissor da mensagem. Todos somos “yo” enquanto estamos falando. É o que chamamos de primera persona, primeira pessoa em português.

 

ou Usted, igual que Tu ou Você no português, é o destinatário, o receptor da mensagem. Todos somos “tú” enquanto alguém fala para cada um de nós. Gramaticalmente é a segunda pessoa, segunda persona no idioma castelhano.

 

Cuidado com a concordância! Tanto “usted” como “você”, são segunda pessoa, mas devem conjugar-se como terceira. Igual que:

 

Él ou Ella. Como Ele ou Ela na língua de Camões, na língua de Cervantes esta é a que chamamos Tercera persona. Ela, a terceira pessoa, não participa da conversa, ainda seja objeto, assunto ou razão do diálogo. Qualquer de nós pode ser “él” ou “ella”, enquanto não for-mos algum dos “yo”, nem dos “tú” do discurso.

 

Quando duas ou  mais pessoas entram em quaisquer destas categorias, começam trabalhar os plurais; Nosotros, Vosotros/Ustedes, Ellos/Ellas, equivalentes aos Nós, Vós/Vocês, Eles/Elas do idioma português.

 

 

 

Singular

Yo = Eu

Tú = Tu

El, Ella, Usted = Ele, Ela, Você

 

Plural

Nosotros = Nós (A gente)

Vosotros = Vós

(La gente) Ellos, Ellas, Ustedes = Eles, Elas, Vocês

 

 

Na língua espanhola “el señor”, tradução literal de “o senhor”, é o mesmo que dizer “aquele homem”. Como tratamento, a semelhança de doutor, padre, engenheiro, marechal, professor, etc. emprega-se “señor” – ñ tem o som de nh em português – sem determinante, para dirigir-se cortesmente a quem não pertence a nenhuma dessas categorias. Igual acontece com “la señora”, em relação com “a senhora”.

Enquanto à “a gente”, traduzido literalmente “la gente”, em espanhol e o mesmo que dizer “os outros”. Ou seja; todo mundo exceto a gente!

Continuamos?

Até a próxima!

Daniel Kovac

São Paulo / SP
Graduação: Pedagogia (Faculdades Sumaré)
Daniel Kovač é comunicador social, treinado na mediação de conflitos, nas redaçoes de jornais, estudos de rádio e TV, publicidade, informação institucional e salas de aula. Estudou comunicação visual, turismo, ensino rural, sonoplastia, HTML... fez cursos no Instituto Superior de Estudios Radiofónicos (ISER), Radio y Televisión del Neuquén (RTN) e na Universidad Nacional del Comahue (UNC), Argentina. Porem, nele o autodidata supera ao acadêmico. Atualmente estuda linguajem XHTML, novamente ...
Espanhol - Todos os níveis
Oferece aulas online (sala profes)
R$ 50 / aula
Conversar
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil