Sobre como trabalho
Ana Paula Cattai Pismel
em 04 de Maio de 2015

 

 

Ao longo dos anos de trabalho com diversas demandas acerca do direcionamento da produção textual de meus alunos, percebi que algumas estratégias tinham sucesso, outras não. Neste post, pretendo esclarecer como trabalho atualmente, tendo em vista tudo o que vem dando certo.

 

Segundo minha experiência, não tem nada melhor que produzir os textos e, após o feedback do professor, passar a limpo observando as correções. Basicamente, é assim que trabalho, dentro das diferentes demandas que tenho atendido. Ler as produções do aluno me permite diagnosticar suas aptidões e dificuldades, bem como a desenvolver um plano de trabalho. Isso é importante para ter sucesso no direcionamento do aprendizado do aluno. Se, por um lado, é imprescindível leva-lo a corrigir seus erros ortográficos e gramaticais, conscientiza-lo a respeito da estrutura dos diferentes gêneros textuais e suas possibilidades; por outro, é preciso valorizar e incentivar os pontos fortes de sua expressão escrita, motivando-o a valoriza-la cada vez mais por meio de seu aperfeiçoamento.

 

Uma vez conhecendo as dificuldades e os pontos fortes do texto, direciono as correções e forneço materiais e explicações dirigidas para que você alcance seu objetivo. Em outras palavras, quero dizer que, em meio à produção do aluno, sua correção e posterior refacção, acrescento material teórico adequado e direcionado àquilo que precisa ser trabalhado pelo aluno.

 

A principal vantagem dessa metodologia de trabalho diz respeito à otimização do tempo de estudo em vista dos resultados obtidos. Como o trabalho é direcionado e person
alizado, é possível obter melhores resultados. Contudo, o sucesso depende do esforço e dedicação do aluno em seguir as orientações e trabalhar nos textos que produz. Outro ponto importante: se há tempo hábil para que ele estude, será possível leva-lo a produzir os textos de que precisa mas, com apenas poucos dias de antecedência, não se pode fazer milagres. 

Ao basear minha metodologia de trabalho na reescrita de textos por parte do aluno, invisto num aspecto importante do ensino de Redação que, infelizmente, não tem sido viável no ensino formal, seja público ou privado, e nem mesmo nos cursos preparatórios para vestibulares e demais concursos. Quando se escreve uma redação e a recebe corrigida, é possível cometer, nos textos seguintes, menos erros. 

 

Contudo, a partir de minha experiência como aluna e como professora, me dei conta que, uma vez que se corrige um texto, é quando o aluno o reescreve para incorporar as correções, que ocorre um significativo aumento da assimilação de novos conhecimentos. Experenciando os novos caminhos tomados pelo texto, o aluno incorpora com ais profundidade novos hábitos de escrita e, por conseguinte, aperfeiçoa sua capacidade de expressão escrita.

 

Tendo em vista o ditado popular "as palavras ensinam, mas os exemplos arrastam", outra estratégia bem sucedida é a apresentação de exemplos de textos que atingiram o objetivo perseguido pelo aluno, para que ele tenha um parâmetro visível de comparação entre "onde ele está" e "onde ele deve chegar". A importância disso está no fato de que a escrita, assim como o pensamento, necessita de bagagem e vivência para alargar seus horizontes e tornar-se mais eficiente, clara e organizada.

 

Finalmente, acredito que, pelos resultados que venho obtendo, estou no caminho certo. Por isso, tenho confiança ao motivar meus alunos com relação ao fato de que, se eles entrarem com o afinco nos estudos, e eu com a orientação, com certeza eles conseguirão redigir textos que serão bem avaliados.

 

Nota: este texto foi publicado, originalmente, no blog do site Sapere Aude, no qual divulgo mais informaões sobre os cursos que ministro e como venho trabalhando.

Veja aqui a fonte: http://anapcattai.wix.com/sapereaude#!Sobre-como-trabalho/cmbz/553c09f90cf2731334f3ff87

 

São Paulo / SP

24 avaliações
Doutorado: Estética e História da Arte (Universidade de São Paulo)
Sou formada em Filosofia e Mestre em Estética e História da Arte, ambos os títulos pela USP. Entre 2008 e 2010, lecionei "História da Literatura" e "Interpretação de Texto e Redação" no Cursinho Eureka!, no CEU Campo Limpo (São Paulo). Foi então que comecei a trabalhar como Professora de Redação. Entre 2013 e 2014, fui Professora de Artes num colégio privado de São Paulo, onde também trabalhei como corretora de redações. Colaborei, ainda, na disciplina "História da Arte", ministrada como curso ...
Revisão de Textos, Correção de Redação para Vestibulares, Correção de Redação para ENEM, Correção de Redação para Concursos, Interpretação de texto para Redação, Redação para ENEM, Interpretação de textos
Oferece aulas online (sala profes)
R$ 50 / aula
Conversar
1ª aula gratuita
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil