Erros comuns de inglês cometidos por brasileiros

Erros mais comuns de gramática do inglês por brasileiros

Letras Inglês Gramática Erros de gramatica
Erros comuns de inglês cometidos por brasileiros
Danilo Ribeiro
em 08 de Agosto de 2018

 

Erros comuns dos brasileiros.

É muito comum ver entre os alunos erros como trocar o "many" por "very", como no exemplo: "There are very people in the party" em vez de "There are many people in the party. 

Ao longo desse ano irei postar alguns "common mistakes" que acredito serão bem uteis para os alunos de inglês.

Much and very.

Muito comum entre os alunos brasileiros de inglês cometerem o erro de trocar much por very. Much está ligado a quantidade enquanto que very à intensidade. Entao é comum ver o seguinte erro: 
“He is much crazy” ao invés de dizer “He is very crazy."

Aqui queremos falar da intensidade de loucura do amigo e não quantidade.

Outro erro muito comum é de conjugação verbal do “simple presente” (presente indicativo) no inglês, quando se confunde a conjugação do verbo "to be" com os demais verbos.

Você ainda fica com aquela cara de bunda quando se fala em verbo "to be"?

Afinal voce diz: "meus professores só ensinam isso na escola desde a 6ªserie."

Sente preguiça ou desânimo quando o assunto é gramática?

Afinal de contas, você estuda isso desde o ensino fundamental e os "chatos" dos professores vivem repetindo essa mesma matéria chata e você não aprende nada.

Aff!!! Chegaaaa!! Com esse resumo que você vai ler agora seus "pobrema" acabaram.

A 1ª coisa que você deve ter em mente é separar os verbos em 3 tipos:

1)O verbo “to be”

2) os verbos modais: Can, may, should, etc: (veremos em outro momento)

3) todos os outros verbos

Com isso em mente, comece a separar esses 3 tipos como tipos de verbos que para se formar uma frase na forma negativa e interrogativa,  se comportam de forma diferente.

O verbo “to be” e os verbos modais se comportam da mesma forma quando se faz uma frase na negativa ou perguntas. Já, todos os outros verbos, exatamente, TODOS OS OUTROS VERBOS, você irá precisar de mais um verbo, chamado de verbo auxiliar para fazer frases na forma negativa e interrogativa. Exemplo: O verbo "run" que quer dizer "correr", na frase " She runs 30 minutes everyday near her house", na forma negativa você vai usar o verbo auxiliar "does" porque "she" está na terceira pessoa do singular (ver conjugação do verbo "do") e a particula "not". Assim, a frase na negativa fica "She does not run 30 minutes everyday near her house". No caso de conversação, o verbo auxiliar é mais usado na forma contraída "doesn't".

Ocorre que, nós falantes brasileiros quando começamos a aprender inglês é muito comum ver frases com erros do tipo:

“I’m don’t like to go out”, ou “she is don’t a good student”.

O que acontece aqui, nas frases “I don’t like to go out” (Eu não gosto de sair) e “she is not a good student” (ela não é uma boa estudante), é que o aprendiz está confundindo as regras das formas negativa e interrogativa do verbo “to be” com as regras dos outros verbos que necessitam de verbo auxiliar.

Assim, o verbo “like” necessita de mais um verbo “do” ou “does” para formar frases na negativa “I don’t like guacamole” (eu não gosto de guacamole), ou interrogativa “Does John like diet coke?” (O John gosta de coca diet?). Porem, o verbo “to be”  não precisa destes verbos auxiliares para formar frases negativas ou interrogativas. Por isso, anote bem essa DICA e não se esqueça NUNCA mais: NÃO SE USA VERBOS AUXILIARES “DO” OU “DOES” COM O VERBO “TO BE”.

Desta forma, a frase “I am from Brazil” na negativa ficará “I am not from Brazil” e a frase “she is from Argentina” na forma interrogativa ficará “Is she from Argentina?”.

Para os verbos modais também não se usa “do” “does”. Ex: Para a frase “I can ride a bike” “Eu consigo andar de bicicleta”, na forma negativa ficará “ I can not ride a bike” ou “I can’t ride a bike.

PRONTO! Espero que agora tenha ficado claro! Se for usar verbos “to be” ou “modais” nunca use auxiliares “do” “does”. Para qualquer outro verbo, use os auxiliares.

Bye bye!

Belo Horizonte / MG
Graduação: Letras (UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais)
Professor de Inglês desde 2006, formado em licenciatura plena pela UFMG, com experiencia de intercambio na Inglaterra e certificado TOEFL. Atendo em sua residência. - Preparação para TOEFL - Consultoria para intercambio. - Aulas de conversação - Aulas de reforço escolar para ensino fundamental e Médio -Aulas de produção de texto para o ENEM. -Reforço de português para ensino fundamental e médio.
Inglês no Ensino Médio, Inglês para Vestibular, Inglês no Ensino Fundamental, Inglês para Concurso, Inglês para TOEFL, Inglês Nível Curso superior, Inglês para adultos
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 56 / aula
Conversar
1ª aula gratuita
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil