Platão explica a Imortalidade da Alma

Filosofia Platão Antiga
Platão explica a Imortalidade da Alma
Maurício Augusto
em 06 de Agosto de 2014

Você sabia que a atual crença na vida depois a morte pode ser muito mais antiga do que você imagina?

Essa idéia sempre existiu em diversas culturas, sob as mais diferentes formas, mas a maneira com a qual boa parte do que as religiões ensinam hoje tem suas origens em um ensinamento dos gregos antigos, mais especifamente nos ensinamentos de Platão (428-348 a.C). 

Mundo das Idéias e Mundo dos Sentidos

Platão formou sua teoria na idéia de que tudo o que nós vemos, sentimos, ouvimos, etc., é apenas uma fraca idéia, uma sombra de algo superior que existe, mas que nunca poderemos alcançar enquanto estivemos vivos. Sendo assim ele renomeou o mundo real, aquele em que nós vivemos atualmente nossas vidas, como "Mundo dos Sentidos". Esse mundo se resume a nossa realidade, no qual femos coisas que conseguimos reconhecer em alguma categoria, porém não passam de algo imperfeito de um modelo superior perfeito. Para ficar mais claro, vamos tomar ver o seguinte exemplo: Imagino que você tenha algum bicho de estimação, um gatinho ou cachorrinho. Por mais que você ame o seu aninmalzinho (assim com eu amo os meus), e os considere perfeitos (assim como eu também considero os meus), eles são imperfeitos e diferentes de outros da mesma raça. Coloque seu bichinho do lado de outro da mesma raça, cor, tamanho, peso, etc. Outro que seja igual. Apesar de nossos sentidos aparentemente dizerem que são iguais, se observarmos mais atentamente, iremos ver que eles são diferentes em algum sentido. Mas como você chegou a conclusão de que eles são o mesmo animal, e não um animal diferente? Por que dentro de nós temos essa noção, essa idéia características do que é feito determinado animal. 

Para Platão, esse mundo onde existe uma idéia principal, essa fôrma de cada coisa que existe no mundo, esse lugar se chama "Mundo das Idéias". Nesse Mundo das Idéias, um lugar superior ao nosso mundo, estão as formas ideais de cada coisa que exist no Mundo dos Sentidos. E como podemos ir para o Mundo das Idéias? Sendo que para Platão os nossos sentidos são corrompidos, não são seguros, nos dão uma idéia distorcida de mundo, ele nos torna impossível de alcançar esse mundo superior. Para podermos fazer isso precisamos utilizar a nossa Razão. Apenas com a nossa razão podemos alcançar o mundo superior, e encontrarmos as formas ideais, chegar no mundo perfeito. Agora se não podemos chegar no Mundo das Idéias por que nossos sentidos não permitem, como ficamos sabendo desse mundo e como sabemos que existe algo superior ao que vivemos?

Imortalidade da Alma

Essa pergunta, Platão nos responde da seguinte forma: Nós estamos presos no Mundo dos Sentidos, e sabemos que existe algo superior, porque em algum momento nós estivemos nesse mundo perfeito. Como assim? Bom, aqui que a história começa a ficar mais interessante ainda. De acordo com Platão, nosso corpo se divide em dois: Alma e Corpo. Por isso ele nos chama de Dual, duas naturezas. Sendo assim, nosso corpo faz parte do Mundo dos Sentidos e nossa alma faz parte do Mundo das Idéias, por que nosso corpo, assim como tudo no Mundo dos Sentidos, está se deteriorando, envelhecendo e morre e nossa alma não, porque ela é imortal, e por isso ela vai para o Mundo das Idéias. Com tudo isso Platão concluiu que se o nosso corpo é do Mundo dos Sentidos e a alma do Mundo das Idéias, a única forma de podermos ter uma noção de que existe uma forma perfeita para tudo o que vemos no mundo, é porque nossa alma estava no Mundo das Idéias antes de encarnar no nosso corpo aqui no Mundo dos Sentidos. Sendo que nossa alma conhecia o mundo perfeito, tudo a nossa volta parece imperfeito e feio, e sentimos um vazio dentro de nós que nunca consegue ser preenchido. Esse vazio Platão diz que é o desejo de voltar para o Mundo das Idéias, onde tudo é perfeito. 

Agora que você já conhece a teoria do Mundo das Idéias e Mundo dos Sentidos de Platão, consegue perceber como tem grande semelhança que existe entre essa teoria e a crença de vida após a morte? É claro que essa era uma idéia bem antiga, mas já estava plantada a base para a imortalidade da alma explicada de maneira bem racional. Apenas centenas de anos depois surigiu a idéia como conhecemos agora de céu e inferno, mas isso é uma outra história para outro momento.

Até a próxima, onde nós iremos enfim entender o que é o Amor Platônico.

Não percam e um Grande Abraço!

São José do Rio Preto / SP

4 avaliações
Curso Livre: Grécia Antiga (Yale University)
Olá meu amigo (a). Quero através desta breve descrição sobre mim, te passar a segurança que você necessita sentir na minha pessoa com seu professor. Dar aulas é minha verdadeira paixão, e te ajudar a ser o melhor é o meu objetivo. Escolhi as áreas de História e Filosofia porque são elas que guiam nosso mundo. A História por que nos mostra quem somos, de onde viemos e para onde estamos indo. Também é cheia de grandes personagens que nos inspiraram e nos trouxeram grandes lições. A Filosofia nos ...
Filosofia Moderna, História da Filosofia, Ética, Politica Atual, Política, Filosofia Clássica, Filosofia Clássica
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 44 / aula
Conversar
1ª aula gratuita
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil