Entendendo o Calvinismo e o Arminianismo

Teologia Católica Reformada Livre
Entendendo o Calvinismo e o Arminianismo
Renato B.
em 08 de Agosto de 2017

O objetivo desta publicação é responder algumas questões básicas a respeito do Calvinismo e do Arminianismo. Mas antes de iniciarmos, eu quero apresentar a vocês os dois nomes que deram início a estas duas linhas de interpretação teológica:

Jehan Cauvin (João Calvino)  (Biografia)
Professor, Teólogo e Escritor.
Nascido em 1509, e faleceu em 1564.

Jacobus Armínius (Jacó Armínio)
Teólogo, Professor e Escritor.
Nascido em 1560, e faleceu em 1609.

 

De onde veio este debate

O ápice deste debate aconteceu no “Sínodo de Dort”. Um Sínodo é uma reunião convocada pelas autoridades eclesiásticas da igreja, de Dort porque aconteceu na cidade de Dordrecht na Holanda em 1618 e 1619. Este debate é a continuação do que ocorreu lá no passado, na época da patrística (os pais da igreja), entre Agostinho e Pelágio.

 

Agostinho e Pelágio

Pelágio afirmava que todo ser humano é livre, e goza do “Livre Arbítrio”, e que mesmo após a queda, o pecado não afetou a vontade, logo a eleição é dada pela presciência das obras que o ser humano fará. Ele acreditava que a graça consiste ao ser humano se aplicar a lei moral, e se esse fiel deixa-se de cumprir a lei moral, poderia cair da graça, ou seja, perder a salvação. 

Para Augustinho, essa explicação de pelágio era superficial, infantil e profundamente antibíblica, ele entendeu que pelagianismo era uma heresia. Augustinho respondeu o Pelagianismo com as seguintes afirmações:

  1. O ser humano é totalmente depravado. Todas as esferas do ser humano são manchadas pelo pecado. A vontade, a fé, intelecto, memória, sendo carente e dependente da Graça de Deus.
  2. A eleição é incondicional. A eleição é baseada na liberdade do doador, ou seja, Deus é quem escolhe os pecadores para o seu santo conselho.
  3. A Graça é irresistível. Quando o Espírito Santo vem com Poder sobre um incrédulo, as escamas são tiradas, o coração de pedra é quebrantado, e ele recebe um coração de carne, e não consegue resistir a beleza de Deus.
  4. Perseverança dos Santos. Os que abraçam o Deus trino por obra do Espírito Santo perseverarão até o fim.

Depois disso, outras posições surgiriam como “Semipelagianismo”, “Semiagustianismo”, porem na época da reforma protestante a posição dos reformadores como Lutero, Calvino, Zuínglio, seria basicamente a mesma posição de Agustinho. A posição que achava que o Livre Arbítrio cooperava com a Graça, era a posição da igreja Católica. Já os reformadores acreditavam que o pecador era alcançado pela Graça de Deus, por meio da sua soberana eleição.

Com relação aos pontos doutrinários que prepararam o caminho para os “Canons de Dort”, encontramos debates como “Supralapsarianismo” versos “Infralapsarianismo”, ou seja, Deus decretou quem seria os seus eleitos antes da queda ou depois da queda; e outros debates como: Cristo, de fato morreu para salvar pecadores, eficazmente na cruz, ou Ele estava abrindo a possibilidade de salvação. Esse debate por exemplo abriria as portas para outro debate que aconteceria futuramente a respeito da “Expiação Limitada” ou “Expiação Ilimitada”.

 

Quais são as posições de cada um

Em resposta aos remonstrantes do Sínodo de Dort, os discípulos de Calvino refutaram o posicionamento dos remonstrantes com aquilo que ficam conhecido como os 5 pontos do calvinismo ou pelo acróstico TULIP, referente às iniciais dos pontos em inglês:

T – Total Depravity
U – Unconditional Election
L – Limited Atonement
I – Irresistible Grace
P – Perseverance of the Saints

  1. A depravação é total, o pecado afetou o ser humano de tal forma que ele não pode buscar a Deus por ele mesmo.
  2. A eleição é incondicional, não baseada na pré-ciência de Deus, porque se não Deus não veria ninguém que quisesse, mas na Sua vontade soberana.
  3. A expiação é limitada, Cristo morreu para salvar aqueles que cree, ou seja, os eleitos.
  4. A Graça é irresistível, não á como resistir a Graça de Deus.
  5. A perseverança dos santos, aquele que começou a obra, á de terminar.

Em outras palavras o Calvinismo acredita que primeiro vem a Regeneração, e depois o  Arrependimento. Já os Arminianos creem que primeiro vem a Fé e o Arrependimento, e depois a Regeneração.

Outro ponto interessante é que assim como os calvinistas, os arminianos sabem que a predestinação existe, pois está escrito na bíblia. A diferença é que para os arminianos a predestinação e a eleição são baseado na pré-ciência de Deus. Já para os calvinistas, a predestinação e a eleição não é baseada na pré-ciência de Deus no sentido de que Deus viu o que vai acontecer, mas nos próprios decretos de Deus.

 

Dizem que os arminianos acreditam na perda da salvação, isso não é verdade, quando os remonstrantes apresentaram os pontos no Sínodo de Dort, eles disseram que essa questão do cair da Graça (ou perder a salvação) merecia um estudo mais aprofundado, eles não se posicionaram oficialmente. Portanto, existe 2 vertentes Arminianas com relação ao cair da Graça.

Rev. Augustus Nicodemus

 

Este debate entre Calvinistas e Arminiano não aconteceu entre Calvino e Armínio (como muitos acham que aconteceu), porque ambos os dois já estavam mortos. Mas os remonstrantes (discípulo de Armínio) que propuseram 5 reformulações na sua teologia da Igreja Reformada da Olanda, e em resposta a estes remonstrantes, os discípulos de Calvino (Fransciscus Gomarus, a pessoa que esteve afrente na defesa dos calvinistas no Sinódo) responderam com 5 pontos do calvinismo, mas que na realidade são as Doutrinas da Graça.

Sendo assim, entendemos que este debate entre Calvinismo e Arminianismo tem a ver com a “soberania de Deus e a responsabilidade humana”, os calvinistas enfatizam a soberania de Deus e uma ação Monergista, ou seja, uma ação somente de Deus para a conversão do homem, e os Arminianos creem de uma forma Sinergista, ou seja, Deus cooperando com o homem para a sua salvação.

Contudo, independente da linha teológica que vocês acredita e segue, busque não se intitular como Calvinista ou Arminiano. Porque independente da linha teológica, somos todos nós de Cristo, outorgando a nós o título de cristãos, filhos de Deus (que é, sem dúvida, o melhor título que podemos ter). 

Campinas / SP
Curso Livre: Missões Transculturais (MCM Povos)
Doutrinas da Igreja Novo Testamento Ensino Religioso Estudo do Novo Testamento Bibliologia Aconselhamento Bíblico na Teologia Hermenêutica
Aprenda comigo Teologia
Oferece aulas online (sala profes)
R$ 40 / aula
Conversar Whatsapp do professor Renato B. Whatsapp do professor Renato B. Ver WhatsApp
1ª aula demonstrativa
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Recursos Profes

O Profes é uma solução completa de aprendizagem, com diversos recursos para
você aprender do jeito mais eficiente e personalizado possível.

Se você quer encontrar um professor particular para combinar aulas particulares, datas, pacotes e preços, utilize o Aulas Profes.

Buscar professor

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, projeto, planilhas, revisão de teses, TCC ou textos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes

Enviar Tarefa

Se você quer acessar um professor imediatamente, no formato chat com troca de arquivos, imagens, fotos, peça um Profes Já

Pedir Profes Já

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

+ ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil