Me expliquem porque a letra d?

Antes de apresentar o Carlinhos para a turma, Carolina pediu:
— Me faz um favor?
—O quê?
— Você não vai ficar chateado?
—O que é?
— Não fala tão certo?
— Como assim?
— Você fala certo demais. Fica esquisito.
—Por quê?
— É que a turma repara. Sei lá, parece…
— Soberba?
— Olha aí, ‘soberba’. Se você falar ‘soberba’ ninguém vai saber o
que é. Não fala ‘soberba’. Nem ‘todavia’. Nem ‘outrossim’. E
cuidado com os pronomes.
— Os pronomes? Não posso usá-los corretamente?
— Está vendo? Usar eles. Usar eles!
O Carlinhos ficou tão chateado que, junto com a turma, não falou
nem certo nem errado. Não falou nada. Até comentaram:
— O Carol, teu namorado é mudo?
Ele ia dizer ‘Não, é que, falando, sentir-me-ia vexado’, mas se
conteve a tempo. Depois, quando estavam sozinhos, a Carolina
agradeceu, com aquela voz que ele gostava:
— Comigo você pode botar os pronomes onde quiser, Carlinhos.
Aquela voz de cobertura de caramelo.
(Disponível em: http://acervo.estadao.com.br/pagina/#!/20000116-
38806-nac-0220-cul-d2-not, acesso em: 09/07/2015).
A crônica acima brinca com a reação que as pessoas têm quando
imaginam que alguém fala de uma maneira inadequada à situação.
A preocupação da personagem Carolina com a impressão que seu
recente namorado, Carlinhos, deixaria no grupo de amigos faz com
que ela o aconselhe a fazer certas escolhas linguísticas em
detrimento das que lhe são habituais. A leitura do texto e os usos
da variedade culta da língua permitem afirmar que
a) a posição do pronome, no enunciado que o rapaz conteve, em
respeito ao registro padrão, deveria ser proclítica ao verbo.
b) a expressão “os pronomes” poderia ser substituída pelo clítico
“lhes” sem prejuízo para a correção gramatical do trecho.
c) uma alternativa à construção “Não posso usá-los corretamente”
seria, segundo a norma, “Não posso os usar corretamente”.
d) Carolina, no enunciado “Me faz um favor?”, posiciona o pronome
preocupada em falar “corretamente” diante do namorado.
e) o narrador usa a próclise em “mas se conteve a tempo” por não
ter, consoante o padrão, outra possibilidade de colocação.

Eliana M.
Eliana
perguntou há 2 meses

Sabe a resposta?

Ganhe 10 pts por resposta de qualidade
1 resposta
Professor Nonato F.
Respondeu há 2 meses
Melhor resposta
Melhor resposta escolhida pelo autor da dúvida


A frase interrogativa citada na alternativa de letra d poderia ser reescrita da seguinte maneira: "VOCÊ me faz um favor?". Portanto, a supressão do pronome implícito "você" foi proposital, sem que a frase perdesse o sentido do pronome oculto, caracterizando assim uma figura de linguagem chamada silepse e assim não caracterizando um erro de português. Além disso, a colocação do pronome oblíquo "me" antes do verbo (próclise) está correta e é obrigatória nesse caso pelo fato do pronome implícito "você" estar atraindo o pronome oblíquo "me" para antes do verbo fazer.

Professores particulares de Português

+ Ver todos
Encontre e contrate um professor particular para te ajudar nos estudos.
38 avaliações
São Paulo / SP
Graduação: Letras (UNIP)
Português - Português
Mais de Nove Anos de Experiência como Professor Particular de Inglês, Espanhol, Francês, Italiano e Português. Tenho Experiência Internacional (Interc
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 50 / aula
Conversar Whatsapp do professor Marcos P. Whatsapp do professor Marcos P. WhatsApp
1ª aula demonstrativa
Responde em 32 min
6 avaliações
Rio de Janeiro / RJ
Graduação: LETRAS - Português e Inglês (UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO)
Tradução Inglês-Português/Portuguese-English Português para estrangeiros
Olá! Eu sou a professora Thereza. Formada em Português – Inglês pela UFRJ. Fiz intercâmbio acadêmico em Nova York e na Florida durante 1 ano. Estudei 10 anos no ccaa e ministro aulas de inglês há mais de uma década ( o tempo passa rápido rs). Trabalhei durante quase 3 anos na UFRJ no programa ...
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 110 / aula
Conversar Whatsapp do professor Thereza S. Whatsapp do professor Thereza S. WhatsApp
1ª aula demonstrativa
Responde em 2 min
11 avaliações
Santo André / SP
Pós Doutorado: Pós-doc em Letras (Universidade de São Paulo - FFLCH)
Português no ENEM Língua Portuguesa Gramática para concursos públicos Análise Gramatical Redação Português para Concursos interpretação de textos
Doutora em Letras, com pós-doutorado em Etimologia, pesquisadora da FFLCH-USP, supervisora de redação de vestibulares e de concursos de larga escala.
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 110 / aula
Conversar Whatsapp do professor Érica F. Whatsapp do professor Érica F. WhatsApp
Responde em 8 min

Pergunte aos nossos professores

Você possui uma lista de exercícios ou Trabalho?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa