Dúvidas no enunciado

Boa tarde. Digamos que eu tenha que determinar fósforo na urina. Sabe-se que é possível determinar através do tratamento da amostra com molibdênio e, por fim, reduzir o complexo formado com ácido ascórbico.
Um paciente produz 1122mL de urina em 24 horas. Uma alíquota de 1,00mL da amostra é tratada com Mo e ácido ascórbico e diluída para um volume de 50,00mL. É possível preparar uma curva analítica tratando-se alíquotas de 1mL de soluções de padrão de fosfato da mesma forma que a amostra de urina.
A questão me dá então as soluções padrões utilizadas (1ppm, 2, 3 e 4) e as absorbâncias, como também a absorbância da amostra e me pede a concentração em ppm de P na amostra de urina.

Minha dúvida é porque é possível achar a concentração da minha amostra de urina se baseando apenas nas soluções e absorbâncias da solução padrão?
Como a urina do paciente pode ter exatamente a mesma quantidade de fósforo da solução padrão pra eu fazer por este caminho?

Larissa S.
Larissa
perguntou há 4 meses

Sabe a resposta?

Ganhe 10 pts por resposta de qualidade
2 respostas
0
votos
Nenhum usuário votou nessa resposta como útil.
Professora Maria G.
Respondeu há 4 meses
Melhor resposta
Melhor resposta escolhida pelo autor da dúvida


Larissa, quando fazemos uma curva padrão estamos pardronizando a concetração do analito (no caso aqui o P) e sua absorbância, então quando analisamos a urina, pelo mesmo caminho, pressupõem que ao atingir determinada absorbância e plotar o resultado no gráfico da curva padrão vamos obter o resultado para urina, isso porque o complexo formado na amostra de urina, e na curva padrão absorvem no mesmo comprimento de onda, variando a sua intensidade de acordo com a concentração. Espero ter ajudado.

0
votos
Nenhum usuário votou nessa resposta como útil.
Professora Cinthia S.
Respondeu há 4 meses
Bom dia Larissa. As soluções padrão nos dão uma curva de calibração, a qual possui uma equação da reta y=ax+b, onde y é a absorbância, a é a inclinação da reta, b é o ponto onde corta o eixo Y, e X é a concentração que você deseja saber. As absorbâncias obtidas nas amostras "problema", serão nosso Y, os coeficientes a e b, podem ser calculados por programas gráficos ou no lápis mesmo, e serão fixos, assim, você obtém a equação geral da reta, e apenas varia o Y, para obter o valor da concentração das suas amostras. Portanto se são 3 amostras, serão y1, y2 y3 e assim por diante.

Professores particulares de Química

+ Ver todos
Encontre e contrate um professor particular para te ajudar nos estudos.
Foz do Iguaçu / PR
Mestrado: Farmacia (Universidade Federal de Santa Catarina)
Química Orgânica Química - Bioquímica Química Geral Cálculo Estequiométrico
Oi, sou farmacêutica-bioquímica em tecnologia de alimentos pela UFSC e mestra em ciências farmacêuticas pela mesma universidade. Dou aulas particulares de bioquímica e biologia celular e farmacologia. Gosto muito de estudar e ajudar as pessoas a entenderem suas dificuldades. O foco das aulas depe ...
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 50 / aula
Conversar Whatsapp do professor Maria G. Whatsapp do professor Maria G. WhatsApp
1ª aula demonstrativa
São Luís / MA
Especialização: Perícia Criminal e Ciência Forense (IPOG)
Química para Ensino Fundamental Química para Ensino Médio
Sou graduada em física na Universidade Federal do Maranhão e trabalho há nove anos como professora de reforço. I) Público-Alvo Oferecemos aulas particulares de matemática, física, química, ciências e português para Ensino Fundamental, Ensino Médio e preparatório para ENEM e UEMA. II) Metodolog ...
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 50 / aula
Conversar Whatsapp do professor Rayanne F. Whatsapp do professor Rayanne F. WhatsApp
Responde em 6 min

Pergunte aos nossos professores

Você possui uma lista de exercícios ou Trabalho?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa