Cientista, motor interno e sonhos
Leandro Espinoza
em 16 de Maio de 2014

Bom dia,

Este é o primeiro artigo de muitos que serão escritos neste blog. 

Vou iniciar falando um pouco de minha trajetória profissional e de quanto é importante mantermos nosso motor interno.

O que você quer ser quando crescer? Minha resposta para esta clássica pergunta estava sempre na ponta da língua: Cientista.

A idéia que tinha de cientista era daquele cara meio louco fazendo experiências sensacionais em um laboratório repleto de vidrarias com líquidos coloridos saindo fumaçinhas esquisitas, como aperecia em vários desenhos da década de 80. Conforme fui tomando consciência do que realmente era um cientista não tive dúvidas e começei a me interessar pela química.

Realizava em menos de 10 dias todas as experiências dos kits "Meu laboratório químico" que minha mãe comprava, alimentando ainda mais meu interesse pelas ciências. Fazia até exposição e apresentação de "mágicas" para meu público fiel de casa: Minha mãe, meu pai e a empregada que morava em casa. 

Lembro até hoje do primeiro dia que entrei em um laboratório (de verdade!). Fiquei alucinado, queria ficar lá por horas vendo todas aquelas vidrarias. Foi algo maravilhoso. Neste mesmo dia, ao sair da escola resolvi montar um laboratório e, por incrível que pareça, montei realmente um pequeno laboratório em casa. Tenho até hoje algumas peças que comprei com o dinheiro de minha mesada naquela época.

Chegando ao ensino médio, o estudo de química, mesmo que por vezes achasse complicado, me encantava.

No momento de preecher qual curso queria para o vestibular, não tinha segunda opção, era somente química. E foi isso mesmo que fiz.

Ao entrar na universidade, em 1997, com 17 anos, alcancei um objetivo que começou quando tinha apenas 5 ou 6 anos de idade.

Cursei bacharelado em química na UNESP em Araraquara e depois que me formei, em 2000, passei por alguns lugares e acabei encontrando meu caminho como químico de tratamento e controle de qualidade de água.   

É isso que chamo de motor interno. Uma motivação permanente, duradoura, que modifica realmente as atitudes de uma pessoa.

Devemos manter esse motor sempre bem lubrificado e abastecido com nosso sonhos e desejos e não deixar se enganar pelos "motores externos", aqueles que são momentâneos, como treinar para uma competição, estudar para um vestibular ou ficar com o corpo sarado para o verão.

Espero que este pequeno artigo sirva como inspiração para todos aqueles que não abrem mão de seus sonhos.

Abraço e até o próximo.

  

Jardinópolis / SP
Especialização: Vigilância Sanitária (Instituto Adolfo Lutz)
Bacharel em Química pela UNESP - Campus Araraquara. Professor particular com 15 anos de experiência em aulas presenciais de Exatas. Desde 2011, mora em Jardinópolis, São Paulo, onde atende em domicílio.
Física para Ensino Médio, Física para ENEM, Reforço Escolar em Física, Física para Pré-Vestibular, Reforço Escolar de Matemática, Matemática para Ensino Fundamental, Química para Ensino Médio
Oferece aulas online (sala profes)
R$ 50 / aula
Conversar
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil