Um convite ao autoconhecimento

Psicologia Social
Um convite ao autoconhecimento
Cainã Rangel
em 09 de Fevereiro de 2015

Autoconhecimento – aí está um tema muito comentado hoje em dia. Felizmente, cada vez mais pessoas estão sendo convidadas a conhecerem mais sobre si mesmas e sobre a influência do contato interior nos acontecimentos práticos do dia a dia.

Mas será isso só uma moda passageira, ou será o autoconhecimento de fato um tema  relevante?

A necessidade de se entrar em contato com o tema autoconhecimento surgiu pela maneira como o mundo nos ensina a viver: como vítimas. Inevitavelmente, todas as pessoas que nascem e crescem neste planeta se desenvolvem como vítimas. Vítimas são aqueles que colocam a responsabilidade de suas vidas sobre algo que esteja fora de si mesmo. Somos ensinados de que estamos à mercê do destino, de Deus, da política, da economia, da opinião dos outros.. Naturalmente, estamos sempre buscando um lugar onde podemos nos sentir confortáveis ao longo dessas situações, como uma boa posição social, dinheiro, poder, entre outras necessidades, de tal forma que sempre evitamos o medo, o perigo e a dor. A grande verdade é que não há nada que esteja fora de você mesmo que vá te libertar de viver como vítima.

Então, nasce a famosa “zona de conforto”. Não se trata de um lugar físico (mas também pode ser), trata-se muito mais de um estilo de vida, que eu, você e a maioria das pessoas busca. É o estilo de vida que mantém a rotina, onde o mundo e a vida funcionam de maneira previsível e o tempo é linear. A zona de conforto gera uma área de “proteção”, com hábitos e comportamentos que nos protegem de entrar em contato com algumas verdades desagradáveis sobre nós mesmos – talvez nossos maiores medos – mas que precisam ser enfrentadas para que a vida progrida e siga o fluxo natural. Dessa forma, vivendo na zona de conforto, não estamos nada mais que andando em círculos – e ao mesmo tempo muito próximos de um portal mágico para uma transformação na vida.

Essa transformção é o convite oferecido pelo medo. Sim, o medo. O que você teme e que te traz desconforto pode ser o seu maior remédio. Seja esse o medo de ser rejeitado, de ficar pobre, de não ter sucesso, entre tantos outros.. A zona de conforto normalmente existe bem na frente de uma situação desafiadora, que proporciona medo, e que se for desafiada inevitavelmente trará transformações positivas. Na verdade a maior parte desses medos são memórias de acontecimentos passados que pré-supomos que podem voltar a acontecer, mas que de fato não fazemos ideia. Coloque-se no momento presente, ouça o medo e ignore-o, ele é uma voz do passado. Siga em frente para a transformação.

Life begins at the end2

O autoconhecimento é o processo pelo qual passamos a ter consciência de que somos os criadores das nossas vidas – e ainda muito mais, estamos sempre conectados à força criadora de todo o universo, que nos preenche com sua energia e supre todas as necessidades. Naturalmente, não temos a consciência sobre isso o tempo todo, e é disso que se trata o autoconhecimento – o processo de recordar a sua própria riqueza, que é infinita.

Porém, como toda jornada, precisamos tomar um primeiro passo. Nesse caso, os primeiro passos são a honestidade e a autoresponsabilidade. O primeiro passo é abrir mão do jogo da vítima, e para isso, se faz necessário ser honesto consigo mesmo para reconhecer os “gritos” interiores que culpam os outros pela realidade que você está vivenciando na sua vida. É momento de reconhecer que você é responsável pela sua realidade e a mudança dela depende da sua própria atitude. Essa autoresponsabilidade vai crescer o seu poder, te dar novas forças e coragem para saltar além dos limites criados pelo medo. Se estiver passando por uma situação que dependa de relacionamentos com outras pessoas e seja desafiadora, observe seus comportamentos, observe a energia que você está doando nesse relacionamento, se é uma energia de amor e construtiva, ou é uma energia de vingança com o outro? Seja muito sincero consigo mesmo, e acima de tudo, não se culpe.

Essa é uma breve introdução, ainda há muito o que se apronfundar em relação a esse tema, e não faltarão oportunidades. O processo de entrar em contato consigo mesmo melhora a sua vida e a vida das pessoas ao redor, e pouco a pouco, vamos reeditando a vibração do planeta, para muito melhor! Vamos pouco a pouco acabar com a consciência de vítima do planeta, e constantemente crescer a consciência sobre a nossa realidade de infinitas possibilidades, abundante e próspera. Isso é um pouco sobre a importância do autoconhecimento.

Por hora, faça seu próprio exercício de autoconhecimento:

Qual é a sua zona de conforto?

Em quais momentos você age como vítima?

Quais são seus medos?

Como você pode enriquecer a sua vida HOJE?

Aproveite essa oportunidade. Confie na sua intuição, no seu coração, e pule. Esteja aberto para a transformação, esteja aberto para voar!

Muito grato,

Cainã Rangel

São Paulo / SP
Graduação: Relações Internacionais (ESAMC )
Graduando em Relações Internacionais pela ESAMC Sorocaba. Experiências acadêmicas e profissionais na África do Sul, Austrália e Peru, que me proporcionaram a fluência nos idiomas inglês e espanhol. Ampla experiência de ensino em aulas particulares e com grandes grupos. Estudioso sobre desenvolvimento humano e autoconhecimento. Incluo nas minhas aulas práticas de desenvolvimento pessoal que ajudam os alunos a aprender com mais eficácia.
Espanhol - Gramática e Conversação, Propósito, Gramática em Inglês , Conversação em Inglês, Gramática em Inglês
Oferece aulas presenciais
R$ 40 / aula
Conversar
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil