5 principais justificativas de quem ainda não utiliza o LinkedIn

Marketing Marketing Pessoal
5 principais justificativas de quem ainda não utiliza o LinkedIn
Cristiano Santos
em 04 de Novembro de 2014

Eu tenho absoluta certeza de que você, usuário mais ativo e presente no LinkedIn, já teve ter se deparado com algumas dessas justificativas abaixo quando algum amigo explica o porquê dele utilizar pouco (ou nunca) essa rede social profissional.

Para selecionar as cinco principais, conversei com profissionais de diversas áreas e, durante as palestras e cursos que ministro sobre o LinkedIn em empresas e universidades, os próprios alunos compartilham suas experiências e motivos para deixarem seus perfis abandonados na rede. Confira, portanto, os itens mais citados por eles:

1 - Não estou procurando emprego.

Essa é a clássica. Muitos usuários ainda acreditam (e pasmem, muitos mesmo) que o LinkedIn é território apenas de desempregados e desmotivados na carreira, desesperados por recolocação. Basta alguém começar a mexer um pouco mais no LinkedIn e lá vem a piada: "Huuum, você está procurando emprego, né?". Então, se você está bem empregado, não é necessário atualizar seu perfil no LinkedIn. Será mesmo?

2 - Já tenho contas em muitas redes sociais. Mais uma não dá!

É extremamente interessante como as pessoas passam a maior parte do tempo compartilhando, curtindo e comentando no Facebook, Twitter, Instagram, mas quando se fala em LinkedIn, o maior problema é justamente a falta de tempo. Concordo que o mundo digital exige uma presença ativa em todas as redes. Mas separar no mínimo 30 minutos diários para investir na atualização do LinkedIn é algo tão difícil assim?

3 - Eu até tentei usar, mas a navegação é muito difícil.

Quando os brasileiros migraram do Orkut para o Facebook, o que mais ouvi de todos meus amigos foram reclamações de que o Facebook era muito difícil de usar e que eles não entendiam nada do que estava acontecendo nessa rede. E hoje o mundo todo está lá, feliz e contente. Sim, o LinkedIn ainda pode investir muito para facilitar o acesso dos usuários à ferramenta e torná-la mais amigável, mas qualquer profissional que já o utiliza com mais frequência geralmente está acostumado com a interface e não acha tão complicado assim navegar no site e interagir com os usuários. É uma questão de familiarização e prática, que você adquire com o uso mais contínuo.

4- As pessoas lá são muito 'frias', profissionais até demais.

Existe uma grande diferença entre ser profissional e ter uma postura exageradamente profissional. O LinkedIn é uma rede mais séria, sim. Os conteúdos que são compartilhados por lá não são os mesmos que postamos em outras redes sociais pessoais? Pode ser. Mas não somos máquinas. Somos humanos, dotados de emoções e sentimentos, e é necessário humanizarmos o LinkedIn. Falar de trabalho e carreira não precisa ser algo monótono e totalmente ensaiado, revisado e com um texto mais duro. Se uma pessoa considera que há muita frieza nesse ambiente, que tal ela mesma começar a tentar mudar essa postura, se apresentando de uma outra forma? Vale o teste.

5 - Tenho preguiça de ficar atualizando meu curriculo.

Essa aqui eu já ouvi inúmeras vezes. E vou ser bem sincero: se um profissional ainda sente preguiça de fazer seu próprio marketing pessoal, bastando apenas atualizar as informações a respeito da evolução de sua carreira, considero válidoNÃO utilizar o LinkedIn. Afinal, será inútil. O que você tem para apresentar para os outros membros da rede? Nada? Então, realmente, estar no LinkedIn é uma tremenda perda de tempo.

Garanto que, ao listar essas principais justificativas, foi praticamente impossível não comentá-las expressando também as minhas opiniões e crenças a respeito do uso do LinkedIn. Mas agora quero também ouví-los: quais outros motivos os colegas de vocês costumam dizer por aí sobre não utilizar o LinkedIn com mais frequência?

Deixe sua opinião nos comentários.

Um abraço e até o próximo artigo.

Meu perfil no LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/santoscristiano

 

Jundiaí / SP

1 avaliação
Graduação: Comunicação Social (Universidade Nove de Julho)
Essa oficina é ideal para quem está começando a utilizar o LinkedIn e quer destacar seu currículo profissional nesse ambiente e conhecer os recursos que a ferramenta oferece para ganhar ainda mais visibilidade. Sou jornalista, palestrante e social media da Editora Globo e entusiasta, professor e especialista da rede social profissional LinkedIn, ministrando cursos e palestras em diversas instituições como Faculdade Cásper Líbero, Mercedes-Benz, Jornal O Globo, entre outras, ensinando os usuários ...
LinkedIn na Prática - Construindo um perfil de sucesso
Oferece aulas online (sala profes)
R$ 95 / aula
Conversar
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Listas de exercícios, Documentos, Revisões de textos, Trabalhos?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil