A membrana plasmática que decide
Lucas Costa da Rocha
em 15 de Outubro de 2018

                A membrana plasmática é a estrutura responsável por delimitar a célula, e com isso ela define quem entra e quem sai. Dessa forma podemos ver a membrana como um segurança da célula. A importância disso é que isso permite que caso algo poss prejudicar a célula seja impedido de entrar pela membrana, e moléculas que são importantes para a célula também sejam impedidas de sair. Obviamente que essa entrada e saída não é 100 % perfeita, senão não teríamos doenças causadas por patógenos e problemas também gerados por células que perderam conteúdos necessários para seu funcionamento. 

               Ta, mas professor, como a célula transporta as substâncias para dentro ou para fora da célula? Essa é uma pergunta bem interessante, e é sobre isso que vamos falar aqui.

               Existem dois tipos de transporte realizados na célula: o transporte passivo e o transporte ativo. Basicamente a diferença entre os dois é, o ativo gasta energia e o passivo não gasta energia. Quando falamos de energia aqui nos referimos a gasto ou não de ATP, que é a moeda energética da célula.

 

Transportes passivos 

               Como dito anteriormente, o transporte passivo é aquele que não gasta energia, ou seja a célula coloca pra dentro ou pra fora dela sem gasto de ATP. Existem 3 tipos de transporte passivo que ocorrem na célula. 

 

- Difusão simples: nesse tipo de transporte as moléculas vão de um meio hipertônico para um meio hipotônico, ou seja, o soluto de movimenta indo de onde está mais concentrado para onde está menos concentrado. Nesse processo não há gasto de energia, pois o gradiente de concentração facilita essa movimentação. Na difusão simples as moléculas transitam livremente pela membrana plasmática, logo somente moléculas lipossolúveis são capazes de passar pela membrana e por sua vez capazes de fazer difusão simples. 

 

 

- Difusão facilitada: no processo de difusão facilitada as moléculas seguem o mesmo gradiente de concentração da difusão simples, do hipertônico para o hipotônico, porém nesse caso as moléculas precisam de uma proteína carreadora, que facilita a passagem. A necessidade da proteína somente se dá pelo fato da molécula não ser lipossolúvel e no caso ser hidrossolúvel, e nesse caso as proteínas que permitem a passagem acabam tendo a capacidade de abrir passagens para que essas moléculas passem para o outro lado. Seria como se as proteínas construissem um túnel de passagem para as moléculas irem de um lado para o outro (veja na imagem a seguir)

- Osmose: a osmose é um tipo especial de transporte passivo. A saturação do meio se dá pela concentração de soluto, logo uma solução hipertônica tem mais soluto, e uma hipotônica tem menos soluto e uma isotônica apresenta concentração iguais (quando comparada com outro meio de concentração igual). Mas a osmose trata de transporte de solventes, e como estamos falando de organismos vivos falamos do transporte de água. Nesse caso o transporte da água vai do meio hipotônico para o meio hipertônico. Aí você pode perguntar: "mas professor, isso então não seria um transporte ativo?", e nesse caso eu respono que não, o transporte ativo ocorre quando a transferência gasta ATP, e esse transporte não gasta ATP. Isso ocorre porque como a água é o solvente ela sempre está em grande quantidade, e no caso a água se movimenta para diluir os solutos do meio hipertônico, por isso que ela se movimenta do hipotônico para o hipertônico. 

 

 

 Transporte Ativo 

 

              O transporte ativo é aquele que as subsrâncias fazem o caminho inverso do transporte passivo, logo as subsrtâncias vão do ambiente hipotônico para o ambiente hipertônico. Para isso a célula precisa gastar ATP para poder fazer esse transporte. Esse tipo de transporte acontece quando uma célula precisa que uma substância que está fora entre para ser usada em seu metabolismo ou quando uma substância intracelular que possa causar algum malefício a célula, e por isso precise ser eliminada para que a célula não morra. Os tipos mais comuns de transporte ativo são a endocitose, a exocitose e as bombas, sendo a mais famosa a bomba de sódio e potássio. 

              Eu irei fazer um artigo exclusivo para tratar sobre transportes ativos. 

Nilópolis / RJ
Graduação: Bacharelado em Ciências Biológicas (Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ )
Formado técnico em controle Ambiental (área de atuação química) no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Graduando Em Ciências Biológicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro Experiências na área de quimica e biologia ambiental, principalmente no ramo de microbiologia e botânica. Dominio principal na área ambiental, ecologia, quimica geral e fisico-química Sou qualificado para aulas particulares, trabalho com reforço escolar e ensino de apoio a pré-vestibu ...
Genética, Zoologia, Ecologia, Bioquímica, Botânica, Fisiologia, Biologia para Ensino Fundamental
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 40 / aula
Conversar
1ª aula gratuita
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Listas de exercícios, Documentos, Revisões de textos, Trabalhos?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil