Lipídeos
Artur Ramos
em 29 de Junho de 2014

Na nossa última aula, falamos sobre os carboidratos, que constituem o principal combustível do metabolismo celular. Falamos, entre os polissacarídeos, de um carboidrato de reserva chamado de glicogênio, que atua como reserva energética nos animais. Contudo, a principal molécula de reserva no nosso organismo não é o glicogênio, mas sim, como todos sabemos, a nossa maior fonte de reserva energética fica naquelas gordurinhas que armazenamos na barriguinha sensual. Estas moléculas de gordura são o que chamamos de lipídeos (ou lípides) e elas não estão presentes só na barriguinha ou nos locais de reserva energética, mas também possuem uma série de outras funções no organismo, entre elas, uma importante função estrutural por exemplo na composição das membranas celulares.

ESTRUTURA

Os lipídeos são moléculas de cadeia longa e predominantemente apolares, o que faz com que elas sejam insolúveis em água. Eles são muito variáveis com relação à sua estrutura e, do ponto de vista biológico, teremos três tipos principais: os triglicerídeos (ou triglicérides), os fosfolipídeos e o colesterol. Suas estruturas são representadas abaixo:

1. Triglicerídeos

Os triglicerídeos são formados por três cadeias longas de ácidos graxos associadas a uma molécula de glicerol, formando um triéster. Por esse motivo, quando são hidrolisados no nosso processo digestivo, os triglicérides formam novamente os seus componentes: ácidos graxos e glicerol.

2. Fosfolipídeos

Os fosfolipídeos apresentam uma porção muito polar (portanto hidrofílica) associada às suas cadeias apolares, desse modo, se forma um tipo de molécula que chamamos deanfipática, que nada mais é que uma molécula com uma porção hidrofílica e outra hidrofóbica. Por este motivo, os fosfolípides são o principal componente das membranas biológicas. Eles formam uma bicamada com as porções hidrofílicas voltadas para o extracelular, na camada mais externa; e para o intracelular na camada mais interna. Enquanto isso, suas caudas hidrofóbicas ficam voltadas umas para as outras no interior da membrana, criando um ambiente hidrofóbico, que contribui para a seletividade da membrana.

3. Colesterol

As moléculas de colesterol possuem uma estrutura molecular muito pouco flexível, conferida pela presença das diversas porções cíclicas que encontramos nela, daí vem a sua principal função no nosso organismo: as moléculas de colesterol se encontram imersas nas membranas celulares para diminuir sua fluidez, tornando-as mais rígidas e resistentes. Portanto, quanto maior o teor de colesterol em uma membra, menos fluida (menos rígida) ela será.

São Paulo / SP
Graduação: Medicina (USP - Universidade De São Paulo)
Estudante de Medicina na USP. Atuou como como professor e plantonista na rede Singular Anglo. Professor e fundador do curso pré-vestibular on-line Kinapse (www.kinapse.com.br)
Biologia para Vestibular, Biologia para ENEM, Fisiologia Humana, Bioquímica, Histologia para Medicina, Física para Ensino Fundamental, Física para Ensino Médio
Oferece aulas online (sala profes)
R$ 80 / aula
Conversar
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil