Acompanhando cantores
Daniel P.
em 24 de Maio de 2020

O campo de atuação do pianista é bastante extenso e diverso. Apesar de ser um instrumento solista, há muitas oportunidades para trabalhar em colaboração com outros músicos e artistas. Uma dessas áreas é a da correpetição. Correpetidor, acompanhador, e pianista colaborador são usados como sinônimos, há quem defenda a singularidade de cada termo, mas de forma geral, a atuação destes profissionais são parecidas, como nuances de um mesmo tom.

O pianista que trabalha como colaborador escolhe entre acompanhamento vocal, instrumental, coral e até mesmo de Ballet. Alguns profissionais decidem se especializar em apenas uma área, às vezes se especializando por voz ou instrumento. É comum encontrar correpetidores que tocam apenas com violinistas, outros apenas com sopranos e assim por diante. Alguns instrumentos, principalmente do naipe dos metais, possuem um repertório bastante complicado de executar e para aqueles que aceitam o desafio, há sempre oportunidades à vista. 

Pianistas que trabalham com cantores, muitas vezes os acompanham periodicamente em suas aulas, e ensaiam frequentemente. É comum professores de canto exigirem que os alunos tenham um pianista fixo para ensaiar e frequentar as aulas. Alguns se especializam e se tornam um “coach“. Um coach, é um pianista especializado no repertório de canto. Ele deve possuir conhecimento de técnica vocal suficiente para dar suporte ao cantor, além de possuir conhecimento de dicção. É comum encontrar coaches que também são maestros ou vice-versa. Estes são os mais procurados por cantores profissionais que já têm sua técnica formada e buscam sugestões e conselhos sobre a performance, uma visão mais artística.

Gerald Moore, foi um grande pianista colaborador que trabalhou com grandes artistas como o barítono Dietrich Fisher-Dieskau, a soprano Elizabeth Schumann, a soprano Elizabeth Schwazkopf, entre outros. Abaixo, Fisher-Dieskau e Moore interpretando Erlkönig de Schubert. Nesta obra, a parte do piano é conhecida pela dificuldade das notas repetidas freneticamente, e fica claro o quanto a linha não é mero acompanhamento.

 

 

Repertório

 

O repertório de canto inclui música de câmara, reduções orquestrais, canções folclóricas e até peças de musicais. Entretanto, nem sempre a parte do acompanhamento foi escrita para piano. É comum encontrar transcrições de partes orquestrais ou de diferentes instrumentos.

 

Música de câmara

 Parte do repertório é composto por obras camerísticas. As peças de câmara geralmente foram compostas levando em consideração a colaboração de ambas as partes, o parte do piano muitas vezes contém material mais substancial que mero acompanhamento. Outra prática comum, é que obras compostas para uma voz seja transposta para uma tonalidade diferente para que possa ser executada por uma voz diferente. 

 

Ópera

Árias de ópera são parte do repertório de cantores, e apesar do acompanhamento  ter sido originalmente escrito para orquestra, há diferentes transcrições, reduções para piano. Também é comum que cantores apresentem árias de ópera em recitais acompanhados do piano. Ao enfrentar uma redução orquestral, o pianista por vezes necessita fazer concessões e adaptações de uma escrita que é deveras densa, e, muitas vezes  tecnicamente desconfortáveis. Conhecer o acompanhamento orquestral é imprescindível para construir as cores do acompanhamento, algumas edições indicam quais instrumentos originalmente executariam uma seção.

 

Respiração

Talvez a maior diferença entre acompanhar instrumentos e cantores, é, além da presença do texto, a respiração. É fato que instrumentistas também respiram, especialmente os que tocam instrumentos de sopro, mas a maneira como um cantor respira é muito mais orgânica, e influencia diretamente na forma como ele constrói as frases. É importante estar em sintonia com o cantor e ser sensível aos momentos de respiração. É recomendável marcar na partitura as respirações, com o tempo, pianistas ficam mais experientes e são capazes de antecipar os momentos que necessitam de respiração.

 

Balanço

Outra coisa para se atentar, é o balanço sonoro. Ao acompanhar, é comum que o piano tenha a tampa da cauda fechada ou meio aberta, depende bastante do repertório e do instrumento ou voz que se está colaborando. Quando se acompanha instrumentos de metais, por exemplo, é normal manter a tampa totalmente aberta, com cantores é comum manter a cauda meio aberta. É importante lembrar que em um trabalho colaborativo, há momentos em que o piano precisa se sobressair mais e outros menos, portanto, cabe ao pianista ater-se para as diversas variações que dependem de fatores como o instrumento ou voz que se está tocando, o artista que se está colaborando, o espaço da apresentação entre outros.

 

Linha melódica

É essencial conhecer a linha melódica do cantor. Aprender apenas a parte do piano não é suficiente. Bons pianistas colaboradores costumam tocar o acompanhamento enquanto solfejam a parte melódica. A obra é o conjunto das duas partes, por isso é importante entender a parte melódica.

 

Texto

Conhecer o texto também é imprescindível. O texto oferece imagens mais claras e concretas do significado da obra. A música instrumental depende unicamente de imagens sonoras na hora da sua concepção, a música vocal, contudo, oferece o texto, que mesmo com toda a subjetividade que a atividade da performance envolve, ainda oferece objetividade de significado.

Ter a oportunidade de trabalhar em colaboração com outros artistas é sem dúvidas um processo muito enriquecedor musicalmente. Além de expandir o repertório do pianista, trabalhar com outros artistas desenvolve o ouvir musical, uma vez que, é necessário ser sensível às nuances da execução do outro além da própria execução, tendo em mente que a obra é produto da combinação de ambas as partes.

Se você leu até aqui, obrigado! Sugestões e comentários são sempre bem vindos.

 

Texto adaptado de: https://danielpadovanpiano.wordpress.com/2020/05/24/acompanhando-cantores/

1 avaliação
Marília / SP
Mestrado: piano performance (Georgia State University)
Piano para Principiante Piano Iniciante Piano Intermediário Piano Erudito Correpetição para cantores e instrumentistas Piano Pré-Vestibular Piano para Leigos
Aulas de piano para todos os níveis e idades com professor qualificado e experiente
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 120 / aula
Conversar Whatsapp do professor Daniel P. Whatsapp do professor Daniel P. Ver WhatsApp
1ª aula demonstrativa
Responde em 31 min
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Listas de exercícios, Documentos, Revisões de textos, Trabalhos?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil