Norma e Variação Linguística
Hamires C.
em 10 de Julho de 2019

Farei um breve relato pessoal, contendo algumas explicações sobre variação linguística.

A sociolinguística e sua teoria da variação consideram que as línguas não são estáticas, mas sofrem vários tipos de variações, de origem cronológica, social ou até politica.

Elas não consideram nenhuma variação "incorreta", e, sim, que há variações adequadas ou inadequadas a determinados contextos de uso.

Explicando: com seus amigos, no bar, você fala de um modo; apresentando um seminário na faculdade, você fala de outro, e assim por diante. Então não tem correto ou incorreto, e, sim, adequado ou inadequado.

A lição da sociolinguística para o professor é não desvalorizar as variações que ele encontra na sala de aula, ensinar que todo modo de falar tem seu valor e cultivar nos alunos a capacidade de se comunicar eficientemente em diferentes contextos de comunicação. E é muito importante, pois as variações sociais estão ligadas a identidades. As culturas e as identidades dos povos circulam através das línguas e isso inclui culturas e identidades de comunidades menores dentro de uma comunidade maior.

Por exemplo, a comunidade de uma determinada região; a comunidade da periferia; a comunidade de um grupo ou tribo social; a comunidade de profissionais de um certo ramo, etc. Todos eles possuem uma cultura e uma identidade próprias, e desvalorizar sua forma de falar, que faz parte dessa identidade, é hierarquizar os grupos regionais e sociais em uma relação de quem tem mais ou menos poder, de quem tem mais ou menos prestígio.

Antes, eu tinha o costume de corrigir todo mundo que falasse algo errado. Estudar letras me ensinou que:

1) Eu também não sei tudo, pois a gramática de uma língua é extremamente ampla e complexa;

2) A origem social e a escolarização de uma pessoa têm forte influência na forma que ela fala, e eu não devo desrespeitar sua história de vida, tratando como se ela tivesse a obrigação de saber a norma culta ou de utilizá-la;

3) A comunicação funciona de forma independente da norma padrão;

4) A quem precisar ou quiser aprender a norma, eu terei a oportunidade de ajudar.

Então, eu me libertei desse pensamento estático e preconceituoso de que só existe uma forma correta de falar, e aprendi a ser mais humilde diante de minhas próprias lacunas formativas.

Esta é apenas uma reflexão e um relato. Não significa que pode-se escrever de qualquer forma nas redações das provas. Devemos lembrar que a comunicação se dá diante de contextos, e, no contexto das provas, a norma padrão é regra. Meu trabalho também é contribuir para que o aluno saiba se comunicar nesse contexto. A norma padrão é uma variação importante para possibilitar o acesso aos cursos superiores e para transitar nos ambientes formais.

São Paulo / SP
Graduação: Licenciatura em Letras - Português (FMU - Faculdades Metropolitanas Unidas)
Português para Jovens Português - Coesão Português - Professor Leitura em Português Português - Dificuldades em leitura e escrita Português - Aulas Particulares Português - Leitura e compreensão textual
Professora de redação com metodologia focada no aluno e na relação aluno-professor
Oferece aulas online (sala profes)
R$ 40 / aula
Conversar
Responde em 1 min
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Listas de exercícios, Documentos, Revisões de textos, Trabalhos?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil