Artigo: Orientações Curriculares Tecnologia da Informação e Comunicação

Informática Geral Internet Desenvolvimento Básica Web Ensino Fundamental Tics
Artigo:   Orientações Curriculares Tecnologia da Informação e Comunicação
Rosana Lima
em 07 de Agosto de 2014

Resenha 1: Orientações Curriculares Tecnologia da Informação e Comunicação

 

Apresentar para a Rede Municipal de Ensino da cidade de São Paulo um currículo de Tecnologias de Informação e Comunicação é, de fato, uma ousadia. Mas porque contamos com educadores que acreditam que as tecnologias têm um grande potencial inovador e, porque não dizer, transformador da atuação pedagógica, essa construção foi possível e enriquecedora.”

Alexandre Alves Schneider

 

      A princípio começo esta resenha justificando a escolha desta citação. São algumas palavras que chamam a atenção; ousadia, educadores, transformação e construção. Ousadia de implantar essas TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) na rede municipal de ensino. Transformação em mudar a aprendizagem e a realidade do ensino da escola pública. Construção de uma educação de qualidade não apenas aos alunos, mas também aos professores. E por fim educadores que acreditam na mudança, na transformação, na construção e tem ousadia de mudar o ensino e aprendizagem de seus alunos, para que tenham a vontade de seguir em frente.

       Para dar um auxilio ao professor foi elaborado o Caderno de Orientações Didática- Ler e Escrever- Tecnologias na Educação que visa contribuir com as ações que articulem o projeto pedagógico, a construção do currículo e a aprendizagem significativa. Tem como objetivo atender a todos os anos e Ciclos, apresentando os princípios de letramento digital: pesquisar, gerenciar e analisar.

      O primeiro capítulo conta um pouco da história da tecnologia e das mudanças que foram desenvolvidas ao longo da história da humanidade. Chamadas de TCI convencionais, pré-digitais, estão o pergaminho, o papiro, o livro manuscrito, o papel, a litografia, a fotografia em papel, o som gravado em disco de vinil, o jornal, o cinema em fita celuloide, o rádio, a televisão, o vídeo. Tudo isso é Tecnologia de Informação e Comunicação/TIC.

A partir do segundo capítulo as orientações curriculares vão destrinchando a importância, para a sociedade atual, de incorporar as tecnologias digitais de informação e comunicação à educação básica. Um dos pontos é agregar essa tecnologia a realidade das escolas brasileiras.

"A quantidade e a configuração dos computadores disponíveis para uso na atividade-fim da escola (a aprendizagem dos alunos, para a qual contribui o ensino dos professores); A natureza e a qualidade do acesso à Internet disponível para esses computadores na escola; O preparo, a capacidade e a disposição dos professores para utilizar os computadores e a Internet no processo pedagógico.” (pg.25).

     Mas incorporar essas TICs é um processo lento e árduo. As orientações curriculares sugerem alternativas como o processo de Informação e Comunicação (IC). Definição de Informação é buscar, analisar e tratar a informação. Definição de Comunicação é compartilhamento de informação, escrita de informação e debate de informação. Ambas dependem das tecnologias, seja ela convencional ou digital.

     A Secretaria Municipal de Educação implantou a Tecnologia na Educação. As escolas equipadas com computadores com conexão a internet, possuem laboratórios de informática com 21 computadores, webcam, projetos multimídia, impressora e softwares. Os alunos do ensino fundamental e médio tem aula de informática educativa uma vez por semana, com a regência de professores orientadores de informática educativa (POIE).

     São dois programas oferecidos pela SME-SP: “Nas Ondas do Radio”, curso de capacitação para professores para a criação de programas de rádio. A formação é realizada para que os professores ensinem seus alunos a produzirem uma rádio via internet.1 O intuito é a formação de uma web radio na escola com as orientações dos professores para com seus alunos. O segundo programa de capacitação é “Alunos Monitor” visa estimular a participação dos alunos nas atividades de monitor na área da aplicação ao processo pedagógico. “O objetivo do programa é permitir e incentivar o protagonismo juvenil e envolver o aluno protagonista em atividades de apoio e orientação na área de tecnologia aplicada à educação, em colaboração com os professores da escola. Ele também apoia o professor responsável pelo Laboratório de Informática no gerenciamento do laboratório e participa das atividades pedagógicas ali realizadas, ajudando seus colegas”. (pg.49)

     E por fim, as orientações curriculares sugerem que a formação dos docentes seja feita através de um ambiente virtual, ou seja, que os professores possam ter acesso de casa à plataforma de formação. A ideia é implementar uma Comunidade virtual de aprendizagem colaborativa.

      Este documento traz grandes informações acerca da capacitação oferecida pela secretaria e, acima de tudo, se constitui em incentivo sobre como utilizar as TICs, sempre ressaltando que a tecnologia é tudo aquilo que utilizamos e conhecemos.

 

Bibliografia 

 

SME/DOT. Orientações curriculares: proposições de expectativas de aprendizagem - Tecnologias de Informação e Comunicação. Secretaria Municipal de Educação – São Paulo: SME/DOT, 2010. [124p.] Disponível em http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/Projetos/ie/Documentos/Informatica%20E.pdf%20%20%20em%2001%2010.PDF Acesso em 2 de junho de 2013.

 

1A SME/SP criou um blog disponibilizando informações acerca do desenvolvimento destes cursos. Ver o link http://blogandonasondasdoradio.blogspot.com.br/ .

Caieiras / SP
Especialização: ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIAS NA APRENDIZAGEM (Centro Universitário Senac)
Trabalho à cinco anos anos com alfabetização, tanto de crianças quanto de jovens e adultos.
Pedagogia - Ensino de Jovens e Adultos, Alfabetização, Pedagogia - Leitura, Pedagogia para o 1º Ano, Pedagogia para o 2º Ano, Pedagogia para o 3º Ano, Pedagogia para o 4º Ano
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 65 / aula
Conversar
1ª aula gratuita
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil