Como precificar suas aulas ?
José A.
em 17 de Outubro de 2017

Essa é uma pergunta muito comum, em especial para quem está começando a dar aulas particulares. Bem, a precificação depende de alguns fatores, sendo eles : experiência do professor, nível do conteúdo que será dado a aula e qual o conteúdo, além de qual a cidade em que o professor está dando a sua aula. 

Dessa forma, para que fique mais claro é necessário entender o motivo desses fatores influenciarem os preço.

Experiência do professor

Muitas vezes , em especial quando o professor particular está em seu início de carreira, pode acontecer dele não ter muita didática, ou seja, não saber como ao certo ele pode irá passar o conteúdo para o aluno. Isso não significa que o professor não saiba de fato o conteúdo, mas significa que ele ainda não sabe a melhor forma que ele poderá passar esse conteúdo. Além disso, a insegurança muitas vezes está presente nesses profissionais, o que também acaba pesando na hora de precificar. Logo, muitas acabam optando por oferecer um valor menor de mercado, para ir adquirindo mais confiança e experiência ou até mesmo para conseguir alunos.
Todavia, isso pode até ser uma solução no começo, mas que não pode permanecer assim por muito tempo, visto que o profissional não deve diminuir muito o valor de sua hora de aula após obter experiência, visto que ele deve entender que seu trabalho está sendo melhorado constantemente, após cada aula, e um valor menor não necessariamente trará mais alunos, pois um valor muito baixo também pode deixar claro a falta de experiência ou até mesmo qualidade da aula. Portanto, no começo pode ser um saída, mas após alguns meses, o profissional deve valorizar o seu serviço e sempre melhorar para oferecer um serviço cada mais melhor para seus clientes.

Nível do Conteúdo

O nível do conteúdo conta muito na hora de precificar. Por exemplo, dar uma aula de matemática básica para alguém que está no ensino fundamental não é a mesma coisa que dar uma aula de cálculo avançado para alguém que está na Universidade. Dessa forma, entra o nível da aula no momento da precificação. Quanto mais especializado o professor for, melhor também será o conteúdo que ele poderá oferecer aos seus clientes e mais valor à sua aula ele poderá agregar. Isso também pode ser visto nas aulas de línguas, no caso, uma aula de alemão ou russo, por exemplo, pode ter um valor diferente de uma aula de inglês ou espanhol, da mesma forma que uma aula de física para o ensino médio pode ter outro valor que uma aula de física para o ensino superior.
Dessa maneira, é importante que o professor melhore cada vez mais seu serviço e entenda quanto mais específico for o conteúdo que será dado, maior também será o valor de sua hora de aula.

Cidade em que ocorre a aula

A cidade em que ocorre a aula influencia diretamente no preço. Por exemplo, uma aula de inglês na cidade de São Paulo pode não ter o mesmo valor que uma aula de inglês na cidade de Fortaleza, mesmo que a aula seja a mesma ou o conteúdo seja o mesmo. Então, por que isso acontece ? Isso acontece porque a realidade das suas cidades pode ser diferente, o custo de vida em cada local pode ser diferente, o valor do transporte pode ser diferente e principalmente o valor que os clientes de cada cidade estão dispostos a pagar também pode ser diferente.
Desse modo, o profissional deve fazer uma pesquisa, por meio de sites ou até mesmo amigos que também dão aulas particulares, para ter pelo menos uma noção de qual o valor que está sendo cobrado por suas aulas e qual o nível de suas aulas. Assim, ele conseguirá ter uma base para poder precificar suas aulas, lembrando que se o professor não estiver em começo de carreira não vale a pena diminuir muito o valor de sua hora de aula.

Desse modo, esses foram basicamente os três fatores que influenciam diretamente no valor de cada hora aula. Assim, não se trata de uma tarefa muito simplória identificar qual, desses três fatores, seria o mais importante, visto que todos apresenta uma alta relevância no momento de precificar.
Logo, o ideal é o que o professor esteja sempre melhorando suas aulas, identificando suas falhas e que busque sempre corrigir seus erros e melhores suas qualidades, pois assim os clientes, que no caso são os alunos, certamente conseguirão aprender mais e melhor . Além disso, vale ressaltar novamente que não vale a pena cobrar um valor abaixo de mercado, pois isso pode passar a ideia de que o serviço não apresenta muita qualidade e por consequência acabada desvalorizando , não só o próprio trabalho ou esforço, mas também de outros colegas além do fato de que isso não significa que o professor será mais facilidade me conseguir alunos. Dessa forma, fica claro que cada vez mais o professor deve ao máximo tentar agregar mais conteúdo e qualidade à suas aulas, bem como identificar onde estão seus possíveis clientes, pois dessa forma não há dúvida de que uma boa aula será dada, um bom conteúdo será entregue e seus clientes ficarão satisfeitos e poderá procurá-lo depois.

 

Goiânia / GO
Graduação: Engenharia Civil (Universidade Federal de Goiás)
Limítes Equações Integrais Derivadas Cálculo no Curso Superior
Experiência no curso de Engenharia Civil e Elétrica. pela Universidade Federal de Goiás Cursei disciplinas como cálculo 1,2 e 3; física 1,2,3 e moderna; eletromagnetismo ; resistência dos materiais 1 e 2 ; Análise Estrutural ; muitas outras.
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 40 / aula
Conversar Whatsapp do professor José A. Whatsapp do professor José A. WhatsApp
1ª aula demonstrativa
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Listas de exercícios, Documentos, Revisões de textos, Trabalhos?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil