A primeira vez a gente esquece

História da Arte Geral
A primeira vez a gente esquece
Marco Aurélio Toledo Angioluci
em 04 de Outubro de 2014

A primeira impressão não é a que fica.

Em sala de aula, pelo menos, não é. Se a primeira impressão for boa, ela tenderá a não ficar. Você terá que lutar (e muito) para mantê-la. É claro que, se for ruim, ela provavelmente ficará.

Existe um paradigma já bastante consolidado na cabeça de cada um de nós, tanto professores quanto alunos, a respeito de como é a educação e de como ela funciona. Se esse paradigma não é quebrado ou desafiado quando se tem uma chance, bem… boa sorte.

Coloque-se no lugar do aluno: você sabe como as coisas devem andar. Não há grandes surpresas ao longo do percurso escolar. Um professor não consegue alterar drasticamente a forma do curso depois que ele já começou. O copo de seu alunoO aluno entrega o copo de água cheio ao professor na primeira aula. Se ele não corresponde com algo à altura, o copo se esvazia. Se isso acontecer, boa sorte para enchê-lo novamente…

Durante a primeira aula, o aluno dá um voto de confiança ao professor. É nessa aula em que o professor pode começar seu caminho para ser um professor bom ou um professor excelente. Se nessa aula o professor consegue desafiar os pré-conceitos e paradigmas do aluno, capturando sua atenção, mostrando sentido nas suas mensagens e nas suas propostas, o aluno olhará para ele com olhos diferentes.

Por outro lado, no entanto, se o professor não se diferenciar nem um pouquinho de nenhum dos antigos professores de seus alunos. Bye bye. O professor será apenas mais um professor. No máximo, será um bom professor.

E como estamos falando em transformar o Brasil, não estamos querendo ser apenas bons professores, certo?

Professores de destaque em geral conseguem quebrar paradigmas de seus alunos. Conseguem tirar seus alunos da Zona de Conforto (ZC), da inércia imposta pelo sistema educacional. Com isso, proporcionam ótimas primeiras experiências a seus alunos. Esse é o primeiro passo concreto.

Por isso, deixo aqui uma pergunta…

Transformadores, será que não é um nicho altamente inexplorado esse mercado que demandaajuda para criar ótimas primeiras experiências aos alunos? Como você conseguiria atuar nesse nicho?

Uma ótima semana!

São Paulo / SP
Ensino Médio: Exatas (Colégio Bandeirantes)
Gosto de inspirar meus alunos a sonharem mais alto para chegarem mais longe. O foco do meu trabalho é 100% no seu aprendizado. Levo em consideração os seus objetivos e as suas defasagens para montarmos um plano de estudos personalizado desde as primeiras aulas. Atualmente dou aulas usando minha própria metodologia na Desempenho Máximo, escola-cursinho que fundei voltada a fortalecer a Base de Matemática dos meus alunos. A empresa fica na região da Avenida Paulista, em São Paulo. Interessados p ...
Física para Ensino Superior, Estatística no Ensino Superior, Matemática Geral, Matemática para Ensino Superior, Matemática Nível Técnico, Matemática Profissional, Matemática para Ensino Fundamental
Oferece aulas online (sala profes)
Oferece aulas presenciais
R$ 90 / aula
Conversar
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil