“lei para inglês ver”

A “lei para inglês ver” pode ser considerada como uma única lei ou como um conjunto de leis? Em 1831, o padre Feijó criou uma lei para abolir o tráfico negreiro (que acabou não sendo seguida) e em 1850, Eusébio Queiroz, na época Ministro da Justiça do Brasil, criou a Lei Eusébio de Queiroz, que abolia, após a Bill Aberdeen, o tráfico negreiro (de forma absoluta). Esses dois casos podem ser considerados uma forma de influência sofrida em relação à Inglaterra? Ou somente a primeira foi realmente uma forma de “mostrar lealdade”, já que o Brasil era grande dependente econômico dos ingleses?

João Pedro Gabriel
João Pedro
perguntou há 3 meses

Sabe a resposta?

Ganhe 10 pts por resposta de qualidade
2 respostas
João, isso foi direcionado inicialmente para uma lei específica, no caso a lei que proibia o tráfico negreiro. Entretanto isso acabou se tornando um dito popular relacionado a leis que não funcionam
Foram várias leis que na verdade era da boca pra fora, para fazer bonito perante os ingleses, mas que na prática não eram cumpridas, como infelizmente acontece até hoje, só mudou de nome a lei que pega e a li que não pega

Professores particulares de História

+ Ver todos
Encontre e contrate um professor particular para te ajudar nos estudos.

Pergunte aos nossos professores