Como escolher um professor particular

Pedagogia Aulas de reforço
Como escolher um professor particular
Profes
em 22 de Novembro de 2017

Confira as dicas que não podem faltar para você escolher um professor particular ideal.

Todos os pais e responsável querem ver seu filho indo bem na escola. Seguramente os pais querem que seu filho passe de ano com tranquilidade, consiga entrar em uma boa faculdade, consiga um cargo em uma excelente empresa e etc.

Dezenas, centenas e milhares de crianças, alunos e alunas, têm dificuldades diariamente com assuntos na escola. Nunca se deve culpar o aluno, afinal nem sempre o sistema oferecido é o melhor para ele, a escola há tempos não consegue oferecer um ensino personalizado e individualizado levando em conta as características de cada estudante.

Muitas vezes os pais acabam contratando um professor particular apenas na hora do aperto, em situações pontuais. Mas se seu filho tem dificuldade constante em matemática, por exemplo, que tal oferecer a ele a possibilidade de ter uma ajuda profissional constante e um ensino sob medida dessa matéria?

Confira os principais motivos que levam os pais a buscar um professor particular para seus filhos:

  • Falta o domínio de conceitos básicos para passar para um segundo nível da matéria estudada. Nesse caso eles precisam reaprender à base da matéria;
  • Dificuldade em se adaptar ao sistema tradicional de ensino, onde o professor discursa por horas na frente de uma turma, sem muita interação com os alunos e sem levar em consideração a diferença de aprendizado entre os alunos da sala;
  • Dificuldade em manter uma rotina de estudos em casa, não possuem uma pessoa responsável para ajuda-los quando surge alguma dúvida;
  • Problemas médicos, sociais, emocionais, comportamentais e ou familiares;
  • Deficiência de aprendizagem que impõe maiores desafios à aprendizagem, retenção do conteúdo, retardando o progresso na escola;
  • E ainda o último grupo que simplesmente deseja melhorar, pois tem um objetivo acadêmico mais alto, quer prestar vestibular para uma universidade mais concorrida, por exemplo.

Seja qual for a razão, professores particulares têm a missão de reforçar os conceitos ministrados na escola, mas também auxiliar na formação da autoconfiança do aluno. Ensinando a matéria com um método sob-medida, os alunos se sentem mais confiantes e otimistas, pois os resultados positivos aparecem muito rápido.

Compilamos as 10 principais dicas para você contratar um excelente professor particular:

  1. Vá a escola, converse com os coordenadores e diretores pedagógicos. Explique sua preocupação, divida suas angústias, objetivos e ouça o que ele tem para falar. Muitas vezes o problema é mais comportamental do que dificuldades de aprendizagem;
  2. Converse com seu filho. Tente entender porque ele está ficando para trás em uma ou outra disciplina (ou perceba se o problema é geral). Veja se há algo que possa ajudar dentro de casa;
  3. Busque professores particulares em ferramentas como o profes, colocando em detalhes suas necessidades na busca. Ao encontrar aqueles professores que se adequam ao seu orçamento, converse explicando os seus objetivos e as dificuldades do seu filho. Tente envolver o seu filho em parte do processo de busca, assim ele ficará mais confortável em aceitar a ajuda;
  4. Verifique o perfil, a formação, a experiência e as avaliações dos professores particulares escolhidos. É importante que o professor particular tenha uma boa experiência no assunto e no nível que você está buscando;
  5. Defina metas claras para as aulas particulares. Solicite uma descrição do método do ensino e do preço do pacote de aulas. É importante criar uma parceria entre você, o professor particular e o aluno;
  6. Agende as aulas particulares para as horas do dia em que seu filho está mais disposto a estudar. Se ele gosta de descansar depois do almoço, programe as aulas para o final da tarde, se ele chega cansando no final da tarde ou possui muitas atividades extracurriculares, programe para logo depois do almoço;
  7. Vá com calma na quantidade de aulas. Faça pausas necessárias. Exagerar na quantidade de aulas pode ter um efeito reverso;
  8. Para alunos com deficiência de aprendizagem, considere programar mais de uma aula por semana. Os alunos com dificuldades de aprendizagem muitas vezes precisam de prática e repetição para dominar novas habilidades.
  9. Peça para o professor particular produzir avaliações ao final de cada aula ou ciclo. Fique por dentro do progresso do seu filho e se coloque à disposição para ajudar quando for necessário;
  10. Depois de contratado, perceba se há uma melhoria acadêmica após algumas aulas. Lembre-se que leva tempo para ver melhorias, então não espere uma solução rápida (recomendamos pelo menos 5 aulas.)

Às vezes a didática ou a agenda do professor particular não combinam com a rotina ou o jeito do aluno. Explique a situação com o professor particular e tende negociar melhorias. Se necessário, não se sinta constrangido em mudar de professor, faz parte do processo. Educação é um produto de seres-humanos e não de prateleira.

 

 

Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil