Estágio no ensino fundamental II

Relato de experiência de estágio realizado na disciplina de Ciências na rede municipal do Rio de Janeiro ( 2019)

Biologia
Estágio no ensino fundamental II
Milena B.
em 15 de Março de 2020

 

1.Introdução

 A escola municipal Deodoro situada na Rua da Gloria 64, no bairro Gloria na zona sul do Rio de Janeiro foi inaugurada em 20 de setembro de 1908 por Souza Aguiar e por Affonso Pena, que naquele ano eram prefeito e presidente da República, respectivamente. Foi tombada pelo Patrimônio Histórico por meio do Decreto 5303 de 02 de dezembro no ano de 1985.

Em 1918 quando ocorreu a epidemia de gripe espanhola, a escola Deodoro foi adaptada para atender como posto médico emergencial. A gripe espanhola ocorrera em duas ondas, sendo a primeira mais branda não causando mais de 3 dias de febre e mal-estar. A partir de fevereiro de 1918 e a segunda epidemia, a partir de agosto de 1918 tornou-se grave, com letalidade elevada, quando comparada com a primeira onda da epidemia (Herman G. Schtzmayr. & Malouri C. Cabral, 2012).  

Carlos Chagas exercera intensa atividade a fim de combater esta terrível epidemia, convocando através de publicações em jornais, os médicos, inclusive seus colegas de Academia, para prestarem socorro à população, instalou cinco hospitais de emergência e 27 postos de atendimento, um destes fora a escola Deodoro. Em 1925 o prédio abrigava duas escolas: Escola Deodoro e a Escola Carlos Chagas (depois extinta).

A escola ao longo dos anos contou em seu quadro de profissionais com figuras ilustres tais como Olavo Bilac, Cecília Meireles, Jacob do Bandolin, Tim Rescala, Hermínio Belo de Carvalho. Tais personalidades são lembradas com o objetivo de incentivar os alunos em sua rotina de estudos e aprendizagem. Atualmente a sala de leitura da escola Deodoro leva o nome de Olavo Bilac, que trabalhara como inspetor na mesma e tornara-se um grande escritor brasileiro.  

Em 2007 foi iniciada a reforma do prédio que se encontrava deteriorado, sendo concluída em 2008, ano em que se comemorou o centenário da escola. Os professores buscaram naquele contexto resgatar a importância social e política da escola. Disponibilizou-se um material de apresentação no formato digital que relata a trajetória da escola, com imagens dos jornais da época da inauguração, dados sobre a escola e as personalidades que por ali passaram.

Atualmente a escola é um Ginásio Carioca, apresentando com isso turno único de 7 horas. Possui, no ano letivo de 2019, oito (8) turmas, quatro turmas de 7º anos, duas turmas de 8º anos e duas turmas de 9º anos, com aproximadamente 230 estudantes, 4 funcionários da limpeza (Empresa terceirizada T&S), 3 merendeiras (empresa terceirizada Singular), 3 funcionários readaptados, 2 agentes educadores, 2 secretárias, 14  professores. A coordenadora pedagógica e o vice-diretor também ministram aulas em algumas turmas.

O prédio, compartilhado com o Colégio Estadual Deodoro, possui 11 salas de aula, 1 sala de vídeo, 1 laboratório de Informática com computadores, 1 laboratório de Ciências, 1 sala de Leitura, 1 sala de Artes, 1 sala de Coordenação, 1 auditório, 1 sala de professores, 1 refeitório, 1 cozinha, 1 despensa, 1 espaço administrativo com almoxarifado, banheiros, 1 elevador desativado,  não possui quadra esportiva, atividades da disciplina de Educação Física são realizadas na parte externa ao lado, no salão principal e na praça em frente da escola, a praça Paris . A escola não possui alunos incluídos oficialmente, embora no ano 2018 havia um aluno com dificuldades de locomoção que frequentava a escola.

A sala de Leitura possui um bom acervo de livros para pesquisas e leituras, que é atualizado com a ida a Bienal do Livro e doações, há também materiais pedagógicos, livros didáticos, apostilas unificadas.

 A escola em seu Projeto Político Pedagógico (PPP) apresenta uma perspectiva participativa de formação com a finalidade de formar sujeitos atuantes em uma sociedade mais justa. O documento é atualizado anualmente, apresentando os 4 pilares da Educação: Aprender a conhecer, aprender a Fazer, Aprender a viver juntos e aprender a ser. Ressalta-se os princípios da equidade e o respeito às diferenças. Aponta com marco doutrinal atentar para a formação ao longo da vida e o compromisso com a aprendizagem. O PPP apresenta uma matriz, durante o ano a escola realiza as atividades, que são posteriormente relatadas em janeiro do ano seguinte.

 

2. Desenvolvimento

A perspectiva teórico-metodológica seguida pela escola municipal Deodoro são as orientações Curriculares da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro e a partir de 2019 a escola passou também a seguir a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Os professores realizam seu planejamento anual, bimestral e diário, geralmente de forma individual com apoio da coordenação, que apoia e auxilia os professores sempre que solicitada. A busca e participação em atividades de formação continuada fica a cargo de cada professor. A avaliação dos alunos é avaliativa formativa, contínua, somativa, relatorial e além desta há ainda a autoavaliação. Os recursos tecnológicos digitais não costumam passar por manutenções periódicas e geralmente não há cursos de capacitação dos professores para uso ou produção de recursos tecnológicos diferenciados, que poderiam ser ferramentas para um melhor planejamento das aulas.

Existem projetos de monitoria direcionados aos alunos com dificuldades e a escola oferece reforço no contraturno, no entanto não há oficialmente alunos incluídos. As aulas de reforço são realizadas em diversas oportunidades, no caso da disciplina de Ciências, são utilizadas as aulas de OE (Orientação de Estudos)

Há uma preocupação na escola com a motivação e com a aprendizagem para além do espaço físico da sala de aula e da escola, com isso realiza-se passeios relacionados a área de conhecimento e visitas a locais como a Bienal do Livro, o Jardim Botânico, Museu da Vida, Museu do Amanhã, Pequena África, Museu da Light, Espaço Sustentável da Lagoa do Instituto Nacional do Ambiente, exposições e espaços interativos no município do Rio de Janeiro. Os alunos dos oitavos anos visitaram o Museu da vida da Fundação Oswaldo Cruz. Pude acompanhar a turma 1801, na ocasião de sua visita, posteriormente houve apresentação de trabalhos sobre saúde no Brasil, os temas encontrados no museu e diário de bordo. Já o sétimo ano com auxílio da professora de Ciências elaborou e produziu uma peça de teatro posteriormente apresentada no teatro da Light. A peça se chamava Viver o hoje e garantir o amanhã e a escola ficou entre as quatro melhores escolas entre as 29 que concorriam a premiações com o tema desenvolvimento sustentável.

Há projetos de incentivo à leitura, tais como o Paixão de Ler e o Encontro dos Autores com os Leitores. Através deste, neste ano de 2019  convidou-se a escritora de livros infantis Debora Moreno, a qual apresentou na escola uma perspectiva de superação, destacando sua paixão pelos livros e motivação para a escrita, mesmo diante de uma condição difícil de vida, a qual fez com que precisasse catar materiais recicláveis (latinhas) nas ruas para garantir sua sobrevivência. A escritora usa uma capa de latinhas recicláveis, em alusão a capa de uma heroína. Debora foi lembrada posteriormente pelos alunos do oitavo ano, que produziram uma animação sobre sua vida e seus livros. Apresentou-se nos trabalhos, aspectos da vida e obra de Djamila Ribeiro, Carolina Maria de Jesus, Conceição Evaristo, Maria Firmina Reis e um cartaz lembrando a trajetória de Marielle Franco.

A escola busca se aproximar da família convidando-a para eventos e atividades, além de utilizar o aplicativo WhatsApp para facilitar a comunicação. No aniversário da escola são organizadas diversas atividades durante o dia, em que são declamados poemas e poesias, além de apresentações de dança, canto e jogos estimuladores do aprendizado. Além destes há também realização de debates sobre temas como a questão da homofobia, do racismo e da intolerância religiosa.

Ao responder o questionamento sobre quais seriam os fatores que mais contribuem com o desempenho do estudante, as respostas obtidas foram a proximidade com os professores, as atividades diversificadas da escola, as diferentes estratégias de avaliação, afetividade e o envolvimento de todos com a proposta pedagógica.

A respeito do questionamento do quadro de professores estar em número suficiente ou não, apontou-se que se faz necessário ao menos um professor substituto para os períodos de reposição, haja visto que os estudantes não possuem tempo vago na escola.

3. Correlação Teoria e Prática

3.1. Observação e Participação em Sala de Aula

Dia da observação: 28/08/2019

Ano / Segmento: Nono ano/ segundo segmento

Conteúdo desenvolvido: Cinética – estudo do movimento

Desenvolvimento da aula: Foi realizada a explicação do conceito de deslocamento apontando-se o exemplo do deslocamento de um carro, ou seja, a distancia percorrida por um móvel em um determinado período de tempo. Os alunos prestam atenção e apontam exemplos do cotidiano. São feitos desenhos na lousa e escritas as fórmulas de deslocamento, velocidade média e variação de tempo. Citou-se a lei de Murphy e o seu significado, foram propostos e corrigidos exercícios sobre deslocamento nesta mesma aula.  Realizou-se a chamada oralmente.

  • Comentário pessoal:  A aula realizada apresentou uma interação muito boa entre a professora e os alunos, em que a grande maioria destes realizou os exercícios propostos. Foi possível perceber que o tema da aula instigou os alunos a participar e a realizar as atividades propostas.

 

Dia da observação:  5/09/2019

  • Ano / Segmento: Oitavo ano/ segundo segmento
  • Conteúdo desenvolvido: Interpretação de exames laboratoriais e aferição de pressão arterial
  • Desenvolvimento da aula: A turma foi dividida em grupos de 5 alunos. Enquanto um grupo se encaminhava ao laboratório de ciências para observar as células os demais em sala de aula buscavam interpretar os exames e responder as questões propostas. Foi aferida a pressão arterial de dois alunos de cada grupo. Foi proposto que os alunos desenhassem as células sanguíneas observadas e respondessem qual era a célula observada, qual seria a função dela no organismo. Na análise dos exames de sangue, perguntou-se se o paciente apresentou alteração em algum dos parâmetros sanguíneos, quais seriam eles, se esta alteração seria maior ou menor que os valores de referência, o que isso poderia indicar. Perguntou-se o que o aluno entende por valores de referencia e porque os médicos solicitam exames de sangue. Com o resultado da aferição da pressão arterial, o aluno poderia responder se esta se encontrava na faixa de parâmetros considerada normal, colocar suas dúvidas a respeito da técnica e dos resultados.
  • Comentário pessoal: A turma participou amplamente das atividades propostas perguntando e se envolvendo com entusiasmo, porém nem todos assuntos foram possíveis de serem corrigidos e discutidos naquele mesmo dia.  A outra turma de oitavo ano realizou esta mesma aula, no entanto sem desenvolver a parte da aferição de pressão arterial, a turma, no entanto não se entusiasmou da mesma forma, devido, possivelmente a maior dificuldade de compreensão.

 

Dia da observação: 12/9/2019

  • Ano / Segmento: Nono ano/ segundo segmento
  • Conteúdo desenvolvido:  Questão ambiental
  • Desenvolvimento da aula: Foram realizadas apresentações de trabalhos pelos alunos sobre a questão ambiental.  A turma se encaminhou para uma sala com data show para as apresentações e os grupos encaminharam os trabalhos por e-mail. Os temas foram os seguintes: Etanol e seus benefícios, Biocombustiveis e Energia Maremotriz. Todos os assuntos foram abordados com bastante clareza pelos alunos e posteriormente a professora comentou aspectos específicos de cada um, em especial sobre a energia maremotriz, que apresenta necessidade de instalações reforçadas para suportar tempestades e seu uso depende das marés altas e baixas.
  • Comentário pessoal: As apresentações de trabalho geraram a busca de um aluno por um outro tema ambiental, a energia geotérmica.

 

  • Dia da observação: 14/11/2019
  • Ano / Segmento: Nono ano/ segundo segmento
  • Conteúdo desenvolvido: Eletricidade
  • Desenvolvimento da aula: Foi colocado um esquema na lousa que aponta que uma introdução a eletricidade, a qual está relacionada as cargas elétricas que compõem corpos que são isolantes elétricos, que oferecem resistência, uma propriedade material, a qual mais precisamente é a medida da dificuldade que um material oferece a passagem da corrente. Mas também há corpos condutores, os quais se caracterizam por apresentar elétrons livres, como por exemplo um fio de cobre. Estes corpos conduzem corrente elétrica, a qual percorre os circuitos elétricos. Foram propostos exercícios da apostila sobre o conteúdo e resolvidos. Apontou-se os tipos de eletrização, por atrito, por contato e por indução
  • Comentário pessoal: A aula desenvolveu-se com uma boa participação  da turma, em especial dos meninos.

 

3.2. Regência

O tema da aula foi sistema sensorial, a turma foi a 1801 ( oitavo ano), com duração de duas horas. Os objetivos foram apontar os sentidos do organismo humano, associar com os órgãos que possuem receptores dos estímulos do ambiente. Os conteúdos apresentados foram o tato, olfato, audição, visão e paladar. Utilizou-se o Datashow para apresentação em power point.

 Apontou-se que o tato possui a pele como principal órgão e que nela há terminações nervosas livres e corpúsculos que funcionam como receptores de estímulos táteis, a informação dos receptores é interpretada pelo cérebro na forma de sensações como dor, calor, frio, pressão e no slide da apresentação inseriu-se um desenho para que os alunos pudessem observar. No sentido da gustação ou paladar, colocou-se que a língua e o principal órgão relacionado a este sentido. Nela há elevações microscópicas, as papilas gustatórias, as quais possuem estruturas receptoras compostas de células capazes de captar os estímulos de gosto. Tais células transformam os estímulos em impulsos nervosos que são transmitidos ao cérebro, onde serão interpretados, junto a sensações olfativas. Colocou-se ainda sobre os gostos que as células presentes nas papilas são capazes de captar: o doce, o salgado, o azedo o umami. Neste momento os alunos fizeram questionamentos sobre o umami e sobre os locais da língua em que os sentimos.

Sobre o sentido da visão, apresentou-se um desenho do olho, apresentando suas camadas, dentre elas a retina, onde se localizam as células receptoras de estímulos visuais, que transformam estímulos luminosos em impulsos nervosos. Colocou-se o processo funcionamento do olho humano, em que a luz proveniente do objeto atravessa a pupila, a lente foca a imagem, na retina, a imagem é transformada em impulsos nervosos, que são conduzidos pelo nervo óptico ao cérebro, o qual interpreta a informação.Colocou-se a importância dos cuidados com doenças que acarretam a perda da visão, como diabetes e glaucoma. Os alunos fizeram perguntas sobre os problemas de visão, cuidados com os olhos e consideraram a visão um dos sentidos mais complexos.

Sobre a audição colocou-se aos alunos a estrutura da orelha, que é um órgão relacionado à audição e ao equilíbrio do corpo. Ela é composta por 3 partes: orelha externa, orelha média e orelha interna. Nos slides havia um desenho da orelha, onde buscou-se explicar sobre o funcionamento desta, em que o formato do pavilhão auditivo permite que as ondas sonoras sejam direcionadas para o interior da orelha, em direção a membrana timpânica, a membrana timpânica vibra e transmite o estimulo para os três ossículos da orelha média, os três ossículos fazem o liquido do interior da cóclea se movimentar e amplificam as vibrações sonoras, as células ciliadas captam os movimentos do liquido da cóclea e os transformam em impulsos nervosos, que são interpretados pelo cérebro. Colocou-se ainda sobre a labirintite e a importância do tratamento. Ao final realizou-se uma avaliação cuja resposta eram as papilas gustativas e que a grande maioria da turma entregou e acertou.

 

4. Considerações Finais

Foi muito enriquecedor atuar na rede pública de ensino, mesmo com suas contradições. Teoria e pratica se distanciam devido ao fato de que na escola lidamos a todo o momento com seres humanos, em uma sociedade com problemas estruturais de grande dimensão, mas também porque a educação pública no Brasil é negligenciada de forma consciente.

O estágio na escola Deodoro foi de grande valor para minha formação, pois foi possível acompanhar de perto aspectos que podem ocorrer em minha atuação como professora de ciências ou biologia, mas também para saber a importância de que é necessário estudar sempre para evitar equívocos ao ensinar, para além da motivação cotidiana necessária a fim de que as aulas não sejam monótonas e sim instigantes da busca por mais conhecimento, o que pode ser encontrada no coletivo de professores, funcionários,  em artigos, mas também e muito facilmente nos próprios alunos.

 

Rio de Janeiro / RJ
Doutorado: Ciência de Alimentos (UNICAMP)
Bioquímica Reforço Escolar em Biologia Fisiologia Estruturas Biológicas Biologia para ENEM Exercícios de Biologia Ciências (Ensino Fundamental)
Ministro aulas de Ciências, Química e Biologia por preços acessíveis
Oferece aulas online (sala profes)
R$ 45 / aula
Conversar Whatsapp do professor Milena B. Whatsapp do professor Milena B. Ver WhatsApp
1ª aula demonstrativa
Responde em 1 dia e 7 h
Cadastre-se ou faça o login para comentar nessa publicação.

Listas de exercícios, Documentos, Revisões de textos, Trabalhos?

Se seu problema for dificuldade em uma lista de exercícios, revisão de teses e dissertações, correção de textos ou outros trabalhos, peça uma ajuda pelo Tarefas Profes.

Enviar Tarefa

Confira artigos similares

Confira mais artigos sobre educação

Ver todos os artigos

Encontre um professor particular

Busque, encontre e converse gratuitamente com professores particulares de todo o Brasil